Gol anuncia Cobrança por Mala Despachada

  


Empresa é a primeira a realizar este tipo de cobrança no Brasil.

A Gol foi a primeira companhia área brasileira a cobrar pelo despacho de mala neste ano. Segundo a empresa, isso tornará o preço das passagens bem mais baixo. Em casos em que são mais caras, poderá haver ausência desse tipo de cobrança, como uma espécie de cortesia. Além disso, a alteração deve aproximar o Brasil das normas adotadas na aviação mundial.

Por outro lado, a Gol ainda não informou qual o preço a ser cobrado por peso. Mas é certo que deverá variar de acordo com a quantidade de bagagem que o passageiro despachar. Assim, haverá um desconto de valor por cada um desses itens. Clientes do programa fidelidade e Smiles terão condições diferenciadas. No site da companhia, será disponibilizado um canal de atendimento referente a essas questões.

Veja também:  Viagem ao Peru - Dicas do Que Levar na Bagagem

Novas normas da Agência de Aviação Civil (Anac)

Em dezembro de 2016, a Anac definiu essa e outras regras referentes aos direitos dos consumidores de serviços aéreos. Elas vão valer a partir de 14 de março de 2017.

A partir disso, as companhias aéreas serão responsáveis por definir valores e formas de cobrança referente a malas despachadas e possíveis descontos. Assim, as empresas podem, inclusive, não aderir a essas mudanças.




Até o momento, passageiros domésticos têm direito a uma franquia de 23Kg, enquanto em caso de voos internacionais esse limite é de duas malas de 32Kg. Quem adquiriu passagem antes do período oficial estará livre das novas regras.

Entre as demais alterações está o aumento de 5Kg para 10Kg do peso máximo das bagagens de mão por passageiro. O prazo máximo para devolução de bagagens extraviadas também foi modificado. Ele será de 7 dias para voos domésticos e de 21 dias para internacionais. Ainda, a correção de nome impresso nas passagens aéreas deverá ser feita até o momento do embarque. Além disso, os consumidores terão o direito de desistir da sua compra até 24 horas depois de obter o bilhete, mas somente se tiver sido efetuada com pelo menos 7 dias de antecedência. Assim, o valor gasto deverá ser devolvido de maneira integral ao cliente. Essa prática é bem comum nos aeroportos internacionais.

Veja também:  Dicas de viagens - saiba a quantidade de bagagem e os produtos permitidos

Consumidores devem ficar atentos

Outras companhias aéreas ainda não se pronunciaram oficialmente quanto à adoção da cobrança de bagagens despachadas. Entretanto, a tendência é que venham a utilizá-la adiante. Por isso, pessoas que comprarem passagem aérea a partir de março devem ficar atentas.

Camilla Silva






Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *