Novas Regras de Visitação em Machu Picchu (Peru)

  


Confira aqui as principais mudanças que aconteceram nas regras de visitação a Machu Picchu.

Se você está planejando fazer uma viagem para Machu Picchu leia este artigo e saiba o que mudou nas regras de visitação que passam a valer a partir do dia 1º de julho deste ano.

Na realidade não é novidade nenhuma a criação de novas regras para a visitação do local, afinal, busca-se que as visitas sejam realizadas sem a possibilidade de causar danos à pequena cidade inca.

Nesse sentido, o Ministério da Cultura do país, no dia 21 do mês de fevereiro deste ano, publicou algumas resoluções. Dentre as novas regras, uma tem gerado certa polêmica entre os turistas e pessoas que planejam visitar o local.

Veja também:  Pacote Turístico para Machu Picchu com Trem Vistadome

Segundo o que foi publicado, a partir do dia 1º do mês de julho deste ano, os turistas não poderão mais adquirir ingressos que permitam a visitação do lugar pelo período do dia inteiro. Segundo a resolução publicada em fevereiro, os ingressos a partir do mês de julho serão separados, sendo eles para o turno da manhã e para o turno da tarde.

Diante disso, a venda dos ingressos ficará da seguinte forma:

– Ingresso da manhã: válido para visitação do período das 6 horas da manhã até o meio-dia.




– Ingresso da tarde: válido para visitação do período que vai do meio-dia até Às 17h30min hs.

Os ingressos na nova modalidade serão vendidos um mês antes da data prevista, ou seja, a partir do dia 1º de junho quem for comprar ingressos terá que optar pelo período da manhã ou da tarde.

Veja também:  Lima, capital do Peru - atrativos além de Machu Picchu

Os ingressos sempre são vendidos com antecedência, de forma que quem quiser comprar ainda neste mês de maio poderá visitar o ponto turístico ainda durante todo o dia, pois o sistema antigo será mantido até 30 de junho.

Outra resolução que também tem despertado muito falatório é o fato de a entrada acompanhada de guias turísticos seja obrigatória, pois muita gente gosta de aproveitar o local sem precisar conhecer toda a história que os guias contam, uma vez que Machu Picchu é um local que oferece pontos de apreciação, meditação e reflexão para muitos turistas.

Enfim, resta agora aos turistas esperar a chegada do 1º de julho, quando estas e outras resoluções passam a valer e ver se vai ser viável. Mas como é uma resolução do Ministério da Cultura Peruano, deve ser respeitada.

Veja também:  Ambiental Turismo - Pacotes de Viagem para Machu Picchu, Galápagos e Patagônia

Sirlene Montes






Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *