Airbnb – Dicas e Cuidados com Golpes



Saiba aqui como se proteger de golpes no Airbnb.

O Airbnb é um site que gerencia aluguéis de imóveis para temporada. Começou suas atividades em 2008 e hoje possui milhões de anfitriões e viajantes, que ao criarem uma conta gratuita no Airbnb podem anunciar seu espaço ou reservar acomodações em qualquer lugar do mundo.

A plataforma oferece um sistema seguro, mas como se trata de um site de livre comércio entre os donos dos imóveis e os viajantes interessados, acabam ocorrendo alguns inconvenientes. E por isso fizemos este artigo com dicas para que você possa se proteger dos golpes e garantir que fará uma viagem incrível sem ser vítima de pessoas mal intencionadas.



Quais os golpes mais comuns no site Airbnb

Antes de falarmos sobre como se proteger dos golpes no site, vamos falar sobre os principais golpes sofridos por usuários da plataforma. O mais comum ocorre quando o usuário faz as negociações e pagamentos fora da plataforma. Isso ocorre porque em negociações fora do app, o golpista tem acesso imediato ao dinheiro e acaba não alugando imóvel nenhum.

E ainda, por não haver finalização da negociação pelo site Airbnb, a vítima do golpe nem consegue dar notas negativas ao anfitrião golpista. E sem a classificação negativa, ele pode enganar outros usuários da plataforma.



Outro golpe comum ocorre quando o processo chega a ser finalizado pelo site Airbnb, mas o suposto anfitrião fica “enrolando” o hóspede até receber o dinheiro e depois não responde mais.

Nesse caso, o hospede será avisado antes do check-in que “há algo errado com sua acomodação” e em seguida receberá um local provisório para se hospedar até que o pagamento ao anfitrião seja cancelado.

Leia também:  Como Morar no Chile - Tipos de Visto e Documentos Necessários

Há casos em que o suposto anfitrião nem existe e o contato telefônico é falso, por isso é preciso pesquisar bem antes de alugar uma acomodação pelo Airbnb.

Como se proteger dos golpes no site Airbnb

Para se proteger dos golpes no site Airbnb é simples, como em todo site de livre comércio, seja de produtos ou serviços, é preciso verificar as avaliações. Nesse caso, verifique as avaliações do local de hospedagem.

Faça isso lendo com atenção os comentários dos hospedes anteriores e verificando o que realmente é verdade. Vá até o perfil dos usuários que classificaram ou comentaram sobre o local e veja se realmente estiveram no local.

Acesse o perfil do anfitrião e veja todas as classificações e comentários se são positivos ou negativos e os motivos. Uma estratégia usada pelos golpistas é anunciar o mesmo lugar várias vezes, e assim que aplicam um golpe, removem o anúncio.

Procure por usuários classificados com o selo “Super Host”, pois significa que já fizeram muitas negociações pelo site e são mais confiáveis.

Na dúvida, pesquise no Google

Assim como no site, há classificações, há registros em sites como o Reclame Aqui que podem ajudar a identificar falsos anunciantes. Além disso, o Google tem uma ferramenta que ajuda a verificar a autenticidade das fotos de anúncios.

Para fazer esta análise, baixe a imagem, acesse o Google e realize a busca reversa através do ícone da câmera fotográfica que está no site. Caso as fotos do anúncio apareçam em outros sites na internet, é bem provável que o anúncio seja falso.

O barato pode sair caro

É normal querer economizar e procurar por preços mais em conta, mas quando este valor é muito baixo em relação à qualidade das acomodações, desconfie. Casas ou hotéis novos, bem decorados e próximos a pontos turísticos com preços muito baixos certamente não é algo que se vê por aí.

Leia também:  Épocas do Ano em que Passagens Aéreas são Mais Baratas

Nesse caso, ao desconfiar do valor, faça aquela pesquisa detalhada sobre o anunciante a as avaliações dos usuários.

Não faça negociações fora da plataforma

O principal dos golpes aplicados ocorre em negociações fora do aplicativo Airbnb, por isso, não aceite negociações por telefone, WhatsApp ou e-mail externo. E jamais deposite dinheiro diretamente na conta bancária da pessoa.

Faça toda a negociação pelo aplicativo e guarde as conversas para recorrer posteriormente, caso seja necessário. Sempre guarde fotos, documentos e quaisquer registros até mesmo durante a viagem, para que possa registrar reclamações com provas, caso sejam necessárias.

Raquel Cordeiro

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *