Carnaval RJ 2017 – Ordem dos Desfiles e Enredo das Escolas do Grupo Especial



Veja os enredos e sambas do Grupo Especial do Carnaval do Rio em 2017.

Tido como o maior espetáculo a céu aberto do mundo, o desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro atrai milhares de pessoas todos os anos, no Sambódromo da Marquês de Sapucaí. E neste ano as 12 agremiações prometem contar as mais diferentes histórias durante o desfile e claro, encantar o público.

O requisito inicial para se ter um bom samba é ele ser emocionante perante o ouvinte. Devido a isso, no show deste ano temas como a Fé, a Cultura Indígena, Biografias, História de outros países, dentre outros, serão apresentados aos foliões.



O desfile tem início no domingo, dia 26 de fevereiro, e a primeira escola a passar pela Passarela do Samba será a Paraíso do Tuiuti, com o enredo “Carnavaleidoscópio Tropofágico”, que fala sobre o movimento do Tropicalismo no Brasil. A segunda escola será a Acadêmicos do Grande Rio, que contará a história da cantora baiana Ivete Sangalo, através do samba: “Ivete do rio ao Rio”. A importância da preservação natural do Parque Indígena do Xingu será exaltada pela Imperatriz Leopoldinense, com a canção: “Xingu, o amor da floresta”. O ritmo africano “Kizomba” pretende colocar todas as pessoas para dançar durante a passagem da Vila Isabel. A penúltima escola a desfilar vai ser a Acadêmicos do Salgueiro, que através dos poemas do escritor “Dante Alighieri” vai lembrar os antigos Carnavais através do enredo “A divina comédia do Carnaval”. E quem encerra a primeira noite desfiles é a Beija-Flor de Nilópolis, que vai contar a vida da índia Iracema, personagem do livro que possui o mesmo nome, do autor José de Alencar, com o enredo: “A virgem dos lábios de mel -Iracema”.

Já na segunda-feira, dia 27, quem dá início aos desfiles vai ser União da Ilha do Governador, que pretende levar ao público a história da criação do mundo, através do samba "Nzara Ndembu -glória ao Senhor Tempo". A oitava agremiação a pisar no Sambódromo será a São Clemente, que vai narrar os desvios financeiros da Corte Francesa no Século XVIII, com a música: "Onisuáquimalipanse". A cultura árabe vai ser retratada pela Mocidade Independente de Padre Miguel, com o enredo: “As mil e uma noites de uma Mocidade prá lá de Marrakesh". A Unidos da Tijuca vai levar até a Sapucaí a história da música norte-americana, com o samba: “Música na alma, inspiração de uma nação". Os rios brasileiros vão ser homenageados pela Portela, que cantará: "Quem nunca sentiu o corpo arrepiar ao ver esse rio passar". Fechando a edição de 2017 dos desfiles, a atual campeã Estação Primeira de Mangueira vai pedir a ajuda aos céus, com a letra: "Só com a ajuda do Santo"

Leia também:  Réveillon Copacabana RJ 2020 - Dicas


O desfile de 2017 promete grandes emoções. Ano após ano as escolas surpreendem a todos e não tem quem não se arrepie com esse grande espetáculo. E se você se interessou e quer saber mais sobre as agramiações, fique ligado em nosso site e bom Carnaval!

Isabela Castro.

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *