Carnaval RJ 2018 – Enredo das Escolas de Samba do Grupo Especial



  

Confira aqui o enredo das Escolas de Samba do Rio de Janeiro neste Carnaval 2018.

O Carnaval 2018 já é uma realidade e uma de suas principais atrações no Rio de Janeiro é, sem sombra de dúvidas, o Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial. No total serão 13 escolas desfilando com um único objetivo: o título de campeã do Carnaval do Rio de Janeiro 2018.

Todas as escolas já definiram seus sambas enredos desde meados de 2017 e o que resta é acompanhar a apresentação dos temas escolhidos por cada agremiação.

Império Serrano

O Império Serrano tem um objetivo para este Carnaval: se manter no grupo de elite das escolas de samba. Recém-promovida, a escola campeã de nove carnavais fluminenses será a primeira a desfilar em 2018. Seu samba enredo abordará a rota da seda e é denominado “O império do samba na rota da China”. Trata-se de uma viagem através da cultura, invenções, costumes e todo o universo de tradições da China.

São Clemente

A agremiação da capital fará uma homenagem a Escola de Belas Artes através do enredo “Academicamente popular”. Sob os cuidados do carnavalesco Jorge Luiz Silveira, a São Clemente trará para a Sapucaí uma mistura de clássico com popular. Com isso, a escola pretender apresentar desde o início da missão artística ao Brasil, ocorrida nos anos 1800, até a fundação da Escola Real de Ciência Artes e Ofícios, que tinha como principal objetivo difundir o ensino nobre das artes. A São Clemente promete contar a história de como algo tão tradicional e acadêmico chegou ao Carnaval do Rio de Janeiro.

Unidos de Vila Isabel

A Unidos de Vila Isabel traz um enredo muito interessante: “Corra que o futuro vem aí”. A agremiação estará sob os cuidados do carnavalesco Paulo Barros, um dos mais badalados do Carnaval do Rio de Janeiro. O enredo promete fazer uma viagem pelo tempo e mostrar todas as invenções do homem, bem como suas contribuições para a evolução da sociedade. Dessa forma, a escola três vezes campeã do Grupo Especial irá homenagear gênios como Santos Dumont, Albert Einstein, Thomas Edson, Graham Bell, dentre outros.

Veja também:  Visite Búzios - O Paraíso Narural do Rio de Janeiro

Paraíso do Tuiuti

Já a Paraíso do Tuiuti, que também desfila no domingo, trás para a Sapucaí o enredo “Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?”. A promessa é de trazer para a avenida do samba uma visão crítica da Lei Áurea mostrando, por exemplo, que não houve qualquer tipo de preparo para a libertação dos negros ou preocupação com temas como cidadania e a vida dos ex-escravos agora livres. Vale destacar que a agremiação também apresentará um pouco de como foi a escravidão na região norte do continente africano e como isso se tornou um negócio lucrativo para chefes negros que escravizavam povos eslavos.

Acadêmicos do Grande Rio

Neste ano de 2018 a Grande Rio trará um enredo que homenageia o icônico Chacrinha. Trata-se de uma homenagem ao seu centenário, ele completaria 100 anos em 30 de setembro de 2018. O enredo é “Vai para o trono ou não vai?” e estará sob a responsabilidade dos carnavalescos Renato Lage e Márcia Lage. A Grande Rio vai trazer um pouco da vida do comunicador, tanto no aspecto pessoal como no seu trabalho com os programas de auditório recheados de figurinos exóticos, brincadeiras com o auditório e muito mais.

Estação Primeira de Mangueira

A Mangueira tem um dos enredos mais divertidos e que promete fazer bastante sucesso. Denominado “Com dinheiro ou sem dinheiro, eu brinco”, o carnavalesco Leonardo Vieira trará para a avenida do samba uma crítica com bastante humor àqueles que utilizam a crise econômica para cortar gastos com o Carnaval. Com isso, a escola de samba mostrará a importância cultural e popular do Carnaval. Além disso, a agremiação também fará uma crítica aos altos valores gastos no Carnaval bem como toda sua luxuosidade que o está afastando-o do povo.

Veja também:  Carnaval Florianópolis (SC) 2017 - Programação de Bailes Infantis

Mocidade Independente de Padre Miguel




A Mocidade Independente de Padre Miguel irá desfilar na Sapucaí com o enredo “Namastê… A essência que habite em mim saúda a que existe em você”. Trata-se de uma proposta bem interessante, pois, segundo o carnavalesco Alexandre Louzada, o objetivo é mostrar que há muito em comum na nossa identidade historicamente consagrada com aquilo encontrado na Índia.

Unidos da Tijuca

Com o enredo “Um coração urbano: Miguel, o arcanjo das artes, saúda o povo e pede passagem”, a Unidos da Tijuca fará uma homenagem ao diretor, autor e ator Miguel Fallabela. O objetivo desse enredo é mostrar a trajetória do artista, que além de seus trabalhados na televisão e teatro, por exemplo, também já fez parte do Carnaval como carnavalesco, destaque e dirigente de escola de samba. O desfile deve ser marcado por personagens e passagens marcantes da carreira que já dura quase 30 anos.

Portela

A Portela, atual campeã do Carnaval do Rio de Janeiro, entrará na avenida com o enredo “De repetente de lá pra cá e dirrepente de cá pra lá…”. O objetivo desse enredo é mostrar a viagem em busca de paz e liberdade por parte de imigrantes judeus vindos da Europa no século XVII. A escola irá mostrar toda a trajetória desses imigrantes rumo ao nordeste brasileiro, bem como sua importância na formação da cidade de Nova York. A escola de Madureira possui nova carnavalesca: Rosa Magalhães, a maior campeã da era sambódromo.

União da Ilha do Governador

Com o enredo “Brasil bom de boca”, cujo autor é Severo Luzardo, a União da Ilha do Governador vem para a Sapucaí apresentar todas as maravilhas da culinária brasileira. A escola promete trazer um Carnaval muito interessante com mistura de ingredientes como a nossa história, cores, sabores resultantes da miscigenação de várias culturas, sons, irmandades e muito mais.

Veja também:  Búzios Pousada um Amor

Acadêmicos do Salgueiro

Em busca de mais um título do Carnaval do Rio de Janeiro, a Acadêmicos do Salgueiro irá desfilar com o enredo “Senhoras do ventre do mundo”, cujo tema central é a importância e a força da mulher negra. Com isso, várias personalidades femininas marcantes da história mundial serão celebradas durante o desfile: deusas egípcias, Rainha de Sabá, Hypátia de Alexandria, dentre outras mulheres negras.

Imperatriz Leopoldinense

Através do enredo “Uma noite real no Museu Nacional”, a Imperatriz Leopoldinense vem em busca do seu nono título do Carnaval do Rio de Janeiro. Esse enredo promete trazer ao público uma viagem ao palácio que serviu de morada para reis e rainhas e posteriormente se tornou uma das portas para a ciência nacional. Trata-se de uma homenagem a mais antiga instituição cientifica do nosso país, haja vista os 200 anos do Museu Nacional.

Beija-Flor de Nilópolis

A escola de Nilópolis, que irá encerrar o Desfile das Escolas de Samba do Rio de Janeiro 2018, entrará na avenida com uma crítica que envolve condições sociais, politicas e religiosas. O enredo é “Monstro é aquele que não sabe amar. Os filhos abandonados da pátria que os pariu”. A promessa é de uma comparação da situação atual do nosso país e a história de Frankenstein. Com isso, a Beija-Flor promete criticar toda essa desconfiança e falta de respeito para com aqueles que são diferentes.

Por Bruno Henrique






Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *