Cobrança Bagagem de Mão – Companhias Aéreas que Cobram



Saiba aqui quais são as companhias aéreas que cobram pela bagagem de mão.

Quanto mais dinheiro no bolso, melhor, não é mesmo? Se para a gente essa já é uma orientação de vida consolidada, imagine como não é para as grandes empresas prestadoras de serviço. Seguindo essa ideia, as companhias aéreas estão tentando encontrar brechas na lei para poder cobrar comodidades em relação ao transporte de bagagens de mão em vôos domésticos.

Com a moda lançada pelas internacionais Norwegian e Jetsmart, que só permitem uma bagagem pessoal (bolsa ou mochila) de até 10kg e que caiba embaixo do assento, as linhas aéreas brasileiras não perderam tempo e foram consultar como essa questão é regulamentada no Brasil.



Depois de analisarem a Resolução nº 400 da Anac, foi percebido que a legislação brasileira obriga as empresas o embarque de bagagem de mão de até 10 quilos, mas não estabelece sobre o local em deva ficar (se no bagageiro, embaixo do assento ou até mesmo no assento do avião com o passageiro sentado em cima). Em razão disso, considerando que o uso do bagageiro é mais cômodo para alocar a bagagem de mão, algumas companhias aéreas brasileiras estão realizando cobrança pelo uso do bagageiro, já que não há norma que as impeçam de fazer isso.

Entretanto, algumas companhias ainda não aderiram à moda, o que pode ainda fazer com que você aproveite suas viagens aéreas a preço justo (por enquanto), por isso, vamos comentar aqui sobre as empresas que já estão efetuando a cobrança para o uso do bagageiro para evitar surpresas na hora de realizar um dos primeiros trâmites rumo à viagem do seus sonhos.

Leia também:  Latam - Novas Regras de Babagem e Preços


Confira as empresas que estão cobrando pelo uso do serviço de transporte da bagagem de mão atualmente

A Norwegian, conhecida por oferecer bons preços para viagens internacionais e famosa por fazer a rota Rio de Janeiro – Londres (Reino Unido), já começou com a cobrança da mala de mão para passageiros que comprarem bilhetes na tarifa LowFare, a mais barata da companhia, fazendo com que os usuários de tal taxa mais “em conta” tenham que desembolsar entre US$ 5,50 (o equivalente a 24 reais) e US$ 10 (o que iguala-se a 48 reais na cotação atual da moeda americana). Entretanto, se o cliente optar por outras espécies de tarifa de vôo, poderão transportar tranquilamente uma bagagem de mão sem custo no tamanho padrão permitido pela Agência Nacional de Aviação Civil. A nova política da empresa começou a valer para clientes que adquiriam seus bilhetes antes do dia 23 de janeiro, portanto, já em operação.

Já a JetSmart, por sua vez, conhecida no mercado de aviação civil brasileiro por operar vôos de Salvador (Bahia) e Foz do Iguaçu (Paraná) para Santiago, capital do Chile, além de provavelmente iniciar uma rota entre São Paulo e a capital chilena em março, também está efetuando cobranças relativas às malas de mão transportadas pelos seus passageiros. Seus clientes estão tendo que efetuar o pagamento de R$90,00 e R$190,00 para poder utilizar o serviço de transporte de bem consigo mesmos em malas. Como já dissemos acima, a passagem da companhia dá direito apenas a uma mochila com dimensões máximas de 45 centrímetros de altura, 25 centímetros de profundidade e 35 centímentros de largura, com o peso máximo de dez quilos. Tudo isso devendo caber debaixo do assento do passageiro, segundo a política da companhia.

Leia também:  Bagagem Gol Linhas Aéreas - Tamanho, Peso e O Que Pode e Não Pode Levar na Mala

A tendência é que novas companhias comecem a aderir à moda de cobrar pelas bagagens de mão, razão pela qual você deve ficar sempre atento e bem informado em sites, blogs confiáveis, páginas das companhias aéreas nas redes sociais, etc. Se você gostou do nosso post, não esqueça de sempre acompanhar nossas publicações, sempre com as melhores dicas de viagem para você!

João Victor Fernandes Martins de Pontes

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *