Dicas de Como Organizar sua Viagem Internacional com Dólar Alto

Confira aqui algumas dicas importantes na hora de programar a sua viagem internacional com o dólar alto.

As coisas não estão fáceis para quem está com viagem internacional já marcada. Com a crise política no Brasil cada dia mais grave, chegando a patamares muito “complicados”, e tudo principalmente depois de denúncias deflagradas contra o presidente Temer, o dólar tende a subir cada vez mais, tornando a vida dos viajantes mais onerosa.

Dia 18 de maio, o dia posterior ao jornal “O Globo” ter publicado que Joesley Batista, da JBS, teria gravado áudio do presidente supostamente concordando com a compra por interesse ao silêncio de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados, o dólar terminou o dia fechando em R$3,38 para a venda, sendo que não foi ainda mais “majorado” devido à intervenção do Banco Central, a qual foi a maior até hoje.

Ainda no dia que antecedeu a alta, a moeda havia fechado em R$3,10. De lá para cá a trajetória do dólar tem tido altos e baixos, sendo que na sexta-feira, dia 30 de junho, a cotação ficou em R$3,30.

Fatores que influenciam oscilação

Os fatores influenciadores da oscilação do dólar são vários, porém, é inegável que o momento atual do país, com as questões internas em “ebulição”, é a maior alavanca para a cotação do dólar.

A queda no valor da moeda, ao menos consideravelmente, não está em nosso horizonte, não em um curto prazo.

A SELIC, taxa básica de juros da economia é um outro fator condicionador das oscilações do dólar no seu trajeto econômico. Com juros menores remunerando diversos investimentos financeiros, aliados ao cenário de incertezas na área da política, a decisão de investidores internacionais certamente fica “balançada” quanto a investir no país ou não?

O fluxo de movimentação, entradas e saídas da moeda no Brasil, também tira a normalidade da taxa de câmbio, que oscila conforme a intensidade.

Dicas para organizar melhor a viagem internacional mesmo com o dólar alto

– Atenção na cotação da moeda

É interessante ficar de olho antes da viagem, na cotação do dólar, sempre aproveitando o melhor momento para a compra. Neste mesmo contexto é importante analisar os valores que as casas de câmbio estão cobrando com relação ao cartão pré-pago e papel moeda.

– Compre sem muita pressa

Está difícil prever o comportamento oscilante da moeda, portanto, outra importante dica é que uma das melhores formas para comprar com um valor médio interessante é comprar aos poucos, “sem pressa”.

– Programe os gastos na viagem previamente

Faça um programa de gastos bem previsíveis para a viagem, para com isto ter um controle maior nos gastos e por consequência sofrer perdas menores com o câmbio.

Por Silvano Andriotti

Compartilhe

Posts Recentes

Praia do Sono é refúgio para escapar do agito da cidade grande

Entre as inúmeras praias brasileiras, algumas possuem nomes curiosos que despertam interesse e até mesmo… Leia Mais

7 melhores passeios infantis em São Paulo: diversão e educação para os pequenos

Diversão e Aprendizado para Crianças em São Paulo São Paulo, a vibrante metrópole brasileira, não… Leia Mais

Belezas à Beira-Mar: Explorando as Maravilhas do Litoral Norte Paulista

O Litoral Norte de São Paulo é um tesouro escondido na costa brasileira, um paraíso… Leia Mais

Viagens para Famílias: destinos inesquecíveis para Aventuras com Crianças

Trancoso: Paraíso Tropical na Bahia Trancoso, localizado na Bahia, é um destino perfeito para famílias… Leia Mais

Turismo no Alentejo: onde o tempo pausa e a natureza encanta

O Encanto do Alentejo Em outubro, o Alentejo revela um Portugal autêntico e intocado. Com… Leia Mais

Descubra os Top Destinos Globais para Viagens em 2024

A jornada para descobrir os destinos de viagem mais emocionantes em 2024 começa com a… Leia Mais