Lugares incríveis para viajar nas férias de julho


As tradicionais férias do meio do ano estão chegando e após dois anos de pandemia, praticamente sem férias, as expectativas são grandes para o mês de julho. As agências de turismo, o ramo de hotelaria e o todo o comércio ligado ao público visitante, estão esperando grandes faturamentos para o próximo mês.


Para viagens nacionais, um dos primeiros destinos a se pensar, sendo os turistas amantes do frio, é o estado do Rio Grande do Sul, com as famosas "serras gaúchas". Por lá, os turistas encontrarão, além do frio, e até quem sabe a neve, diversas atrações, em várias cidades, entre as mais conhecidas, está Bento Gonçalves e Gramado. Quem se aventurar, além de belas paisagens, onde uma delas pode ser feita por trem, também pode conhecer vinícolas e fábricas de queijos, embutidos e até de chocolate!


Saindo um pouco do frio, mas ainda em cidades localizadas em serras, encontramos Minas Gerais, onde vamos começar falando da cidade Diamantina. Não só as suas ladeiras, cheia de história nos diversos casarões coloniais, mas o caminho belíssimo que se percorre até lá, são dignos de admiração para quem procura uma "viagem no século".


O estado de Minas Gerais é imenso, e faltaria espaço para falar de tanta cidade bonita e turística, como no caso de Ouro Preto, Tiradentes, Três Corações, São Tomé das Letras e Varginha.


Passando agora para o litoral brasileiro, que é imenso, centenas, se não, milhares, de opções podem ser encontradas, desde a parte sul do Brasil, até "lá em cima do mapa", vamos ver apenas algumas, Ilha do Mel, no Paraná, Paraty e Trindade, no Rio de Janeiro, Vitória (ES), Salvador e tantas outras belíssimas praias na Bahia, que não difere nos estados de Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Maranhão e Amapá. Areia e água salgada não faltam.

Viajando para o "meio" do nosso país, também podemos achar diversas cidades ótimas para o turismo nesta época do ano, como no caso da Chapada dos Veadeiros. A região é composta por 8 (oito) cidades do interior do estado de Goiás e os amantes do ecoturismo poderão de deliciar com passeios no Parque Nacional e também fora dele, compostos por muita área verde diversas quedas d'agua.

Tocantins é outro estado que está ali do lado, mas oferece um calor um pouco maior. Se destaca a cidade de Jalapão, onde chove pouco nessa época do ano, as temperaturas são altas e o mergulhos, nas suas águas cristalinas, são ainda mais admirados.

Finalizando o nosso imenso Brasil, devo mencionar o passeio ao Parque Nacional de Anavilhanas, no estado do Amazonas. A época por lá agora é de chuva e grandes riquezas podem ser vistas, em tanta água no Rio Negro.

Partindo em direção ao exterior, o turista pode encontrar ainda mais opções de passeio, seja num frio mais intenso (esquiar em Bariloche), comparado ao nosso clima, seja num calor escaldante (verão europeu), que em muitos lugares, nem se compara ao Brasil.

Não só Bariloche, como foi citado, mas também Ushuaia pertencem à Argentina, dois lugares onde as temperaturas podem chegar facilmente em números negativos, levando até lá, diversas pessoas que praticam esportes radicais na neve.

Bem próximo dali está o Chile, com o Valle Nevado. As temperaturas podem ser até mais baixas que as duas cidades geladas citadas acima, mas tudo isso deve existir, pois suporta a maior "área esquiável" da América do Sul, contendo um total de 39 pistas.

Ainda em temperaturas baixas, porém com pouca neve, está Pucón, no Chile. Além do Vulcão Villarica, que tem 2.800 (dois mil e oitocentos) metros de altura, os turistas poderão encontrar trilhas, rafting, cachoeiras, mergulhos em lagos e diversas outras atividades que podem ser feitas ao ar livre.

Aumentando agora a temperatura da viagem ao exterior, vamos direto para os Estados Unidos, onde pelo menos 3 (três) lugares não podem ser deixados de falar: Washington, São Francisco e Chicago.

Partindo para a Itália, fugindo dos tradicionais e velhos conhecidos pontos turísticos, encontramos o Lago de Como, o terceiro maior lago do país. As suas belezas vão além dos jardins, castelos e casarões que existem por lá.

Vamos para França, na charmosa cidade de Paris. O calor está "pegando" por lá, mas os diversos bares, ao longo do rio Sena, refrescam os visitantes, que podem ficar observando o "Astro Rei" por até 22 horas.

Por fim, podemos achar lugares espetaculares na Suíça, Tailândia, Canadá, Namíbia e Montenegro, neste último, um país pouco explorado por turistas, mas que ainda guarda grandes praias nas margens do Mar Adriático.

Seja como for, boas férias e boa viagem!


Por Fernando Dias

Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.