Melhores Lugares para Tirar Foto em São Paulo SP




Confira aqui os melhores lugares para se tirar fotos em São Paulo (SP).

Nunca se produziram tantas fotografias como atualmente. Com o advento das câmeras digitais e, sobretudo, a disseminação dos smartphones, fotografar se tornou fácil. Para muitos, inclusive, é praticamente uma compulsão.

A questão é: produzimos boas fotografias? A prática amadora, muitas vezes sem grandes preocupações estéticas gera uma profusão de imagens desleixadas, sem muita qualidade. Quem se preocupa um pouco mais em fazer um bom registro presta atenção a detalhes como enquadramento, resolução da câmera, iluminação ou a abertura do diafragma. Para quem não pretende se tornar um profissional não é complexo.


Mas e o cenário? Continua muito importante, é claro. Por isso, seguem abaixo 10 pontos da cidade de São Paulo que poderão gerar belas imagens para suas redes sociais.

1) Sesc 24 de Maio: Com um belo projeto arquitetônico, o centro é equipado com parede de escalada, sala para ginástica, biblioteca e sala de teatro. Ele fica localizado entre as ruas 24 de Maio e Dom José de Barros. O prédio é vizinho de marcos tradicionais da capital paulista, como o Viaduto do Chá, a Praça da República e o Teatro Municipal.

Veja também:  Turismo de Aventura em Campos do Jordão (SP)

2) Praça Pôr do Sol: Como o nome indica, é uma praça com vista privilegiada do pôr do sol, contemplando o exuberante horizonte da metrópole. Está localizada na Rua Desembargador Ferreira França, no bairro Pinheiros.


3) Beco do Batman: Trecho com construções cobertas por grafites de vários estilos. Pela iluminação, é aconselhável que as fotos sejam feitas durante o dia, para dar mais destaque às artes urbanas. Está localizado na Vila Madalena, entre as ruas Gonçalo Afonso e Medeiros de Albuquerque. O nome do local surgiu após, nos anos 1980, surgir, misteriosamente, uma ilustração do herói da DC nas paredes do beco. O nome pegou e já são 30 anos desde que o local se tornou uma referência para as artes urbanas em São Paulo.

Veja também:  Turismo e compras pela internet

4) Bairro da Liberdade: Uma visita ao bairro é garantia de diversão. Ali, é possível ter contato com produtos típicos do Japão e outros países orientais, bem como se pode degustar da culinária asiática. Outro motivo para visitar o Bairro da Liberdade é a arquitetura típica, que pode ornar suas fotos com elegância.

5) Parque da Independência: Localizado no Ipiranga, o parque concentra o Museu do Ipiranga, a Casa do Grito e o Monumento à Independência. A área compreende 161.300 metros quadrados e possui um belo jardim, criados recentemente e que seguem o estilo francês. Além da importância histórica, é uma área privilegiada para se fotografar.

6) MASP: O famoso Museu de Arte de São Paulo Assis Chateubriand, localizado na Avenida Paulista, é local obrigatório para visita de turistas e locais. Muitos gostam de tirar fotografias no imenso vão livre onde o prédio é construído, que até recentemente era o maior da América Latina.

7) Minhocão: O Elevado Presidente João Goulart, conhecido popularmente como Minhocão, é uma famosa via expressa aérea da capital paulista. Está localizado entre a Praça Roosevelt, no centro, e o Largo Padre Péricles, na Barra Funda. Fica fechado para veículos aos domingos, proporcionando um importante espaço para o lazer e, é claro, se torna um local interessante para selfies.

Veja também:  Dicas de passeio Parque Hopi Hari SP

8) Parque da Luz: Em dias de sol, o parque faz por merecer o nome. Com boa iluminação, o brilho e a opulência de árvores e arbustos do jardim público irão compor um belo cenário para suas fotos. Está localizado no Bom Retiro, ao lado da Estação da Luz.

9) Parque da Juventude: o Parque da Juventude Dom Paulo Evaristo Arns é um complexo cultural, esportivo e recreativo localizado no Bairro de Santana. Foi concluído em 2007 e possui um bom espaço para suas fotografias.

10) Casa das Rosas: É um casarão localizado na Avenida Paulista. Possui estilo clássico francês e é espaço para vários tipos de manifestações artísticas.

Por Luís Fernando Santos



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *