Sem dúvida, um paraíso à parte dentro deste país chamado Brasil é Fernando de Noronha. Situado a uma distância de 545Km de Recife, o lugar possui uma paisagem belíssima, toda especial, com uma rica vida marinha, em meio ao mar de uma cor fabulosa e praias douradas.

Fernando de Noronha é formada por 21 ilhas e ilhotas e foi palco de várias disputas territoriais. Tendo sua descoberta datada do ano de 1500, por Gaspar de Lemos, ou no período de 1501-1502 numa expedição que de forma errônea que teve seu comando atribuído a Fernão de Noronha. Apesar de todo esse tempo, somente em 1737 é que o arquipélago foi ocupado em definitivo pelos portugueses, tendo passado pelos domínios de ingleses, franceses e holandeses anteriormente. O local só foi aberto ao turismo nos anos 90, tendo funcionado no período de 1732 a 1942 para a detenção de presidiários, e após, como área militar.

Hoje Fernando de Noronha é considerada pela Unesco como Patrimônio Mundial Natural e o controle e preservação deste são uma constante na região.

Lá pode-se mergulhar, contemplar peixes coloridos, as piscinas naturais do Atalaia, passear de bugue, ver os carismáticos golfinhos, entre outras atrações que tornam o arquipélago inesquecível.

Por Elizabeth Preático


No sudoeste do Mato Grosso do Sul, está uma cidade muito bonita, que possui cerca de dezoito mil habitantes e está a 300km da capital do Estado. Trata-se de Bonito, um local que tem no próprio nome as indicações do que se pode esperar encontrar.

Classificada como um dos melhores lugares para o ecoturismo (com suas cachoeiras, grutas, trilhas e águas cristalinas), a cidade tem seus atrativos apresentados aos visitantes através de uma estrutura feita dentro das propriedades particulares, que possuem o acompanhamento das agências de turismo, e a preocupação com a preservação do ambiente natural.

Grande parte dos passeios é indicada para pessoas com idade acima de 05 anos.

Bonito já foi considerada por oito vezes consecutivas, pela Revista Viagem e Turismo, como o Melhor Destino de Ecoturismo do Brasil, e no ano de 2008 recebeu do Guia Quatro Rodas o prêmio de Melhor Projeto Sustentável.

Por Elizabeth Preático


Dentro da bela cidade de Paraty, no Rio de Janeiro, está uma vila que vale a pena conhecer. Trata-se de Trindade, com seu patrimônio natural repleto de florestas densas e montanhas, em meio a uma paisagem de praias.

É em meio a esta natureza que é possível contemplar cachoeiras como a "Pedra que Engole", além de piscinas naturais.

Apesar desta beleza bucólica, a vila possui uma vida noturna agitada, onde predominam como ritmos o reggae e o forró, em meio aos restaurantes e bares que cercam as praias do local.

Para quem procura mais aconchego é possível encontrar pousadas para se hospedar, além de várias opções de gastronomia e compras. Mas o mais procurado em Trindade é o camping, existente até mesmo nas praias mais desertas, para aqueles corajosos e aventureiros.

Por Elizabeth Preático


O município de Bonito, localizado no Estado do Mato Grosso do Sul, é conhecido de muitos por suas belezas naturais e seus inúmeros atrativos turísticos.

Entre os balneários de Bonito está o Balneário Municipal, que possibilita a observação de diversos peixes, em suas águas cristalinas (oriundas do Rio Formoso). Já a Praia da Figueira conta com uma lagoa (com mais de 60 mil metros quadrados) perfeita para atividades aquáticas como: natação, caiaque, tirolesa, e mergulho.

A Ilha do Padre, por sua vez, conta com piscina natural, quadra de vôlei e de futebol, trilhas e cachoeiras, além de lanchonete e churrasqueiras. Um dos diferenciais do local são os decks com acesso para cadeirantes, sendo que os banheiros também possuem acesso especial. O local também conta com guarda vidas.

Já o destaque do Balneário do Sol é a possibilidade de se nadar tanto nas inúmeras piscinas naturais, quanto no leito do próprio Rio Formoso.

Por fim, a Fazenda Segredo, local que dispõe de uma Pousada, oferecendo passeios de bote, cavalgadas e aquário natural.

Mais informações sobre Bonito no site www.portalpublicobonitoms.com.br.

Por Laura Skws.


Para os amantes do Ecoturismo, uma ótima opção é a Gruta Maquiné, em Minas Gerais. Localizada na cidade de Cordisburgo, a aproximadamente 120 km de Belo Horizonte, é a maior gruta de Minas Gerais, contemplando 650 metros de extensão (440 metros abertos ao público) e 18 metros de profundidade.

A gruta possui infraestrutura completa para receber os turistas, com passarelas e iluminação, além de guia local, tornado o passeio pelas galerias subterrâneas seguro e educativo. No local existem, ainda, à disposição do público, 2 restaurantes, sanitários e loja de artesanatos locais.

A visitação à gruta é aberta ao público todos os dias das 8h às 17h, mas recomenda-se a visita durante a manhã ou no fim da tarde, devido ao calor que fica intensificado dentro da gruta nos períodos mais quentes do dia.

Mais informações podem ser obtidas no site www.grutadomaquine.tur.br.

Por Tamara Fonseca


Para os amantes do ecoturismo, uma ótima opção é a Gruta Rei do Mato em Sete Lagoas, Minas Gerais. Além de fácil acesso e ótima infraestrutura, conta ainda com uma beleza indescritível. A gruta possui quase 1 km de extensão, mas apenas cerca de 220 metros são abertos à visitação.

A caverna é dividida em quatro salões: Couve-Flor, Blocos Desabados, Poço dos Desejos e Poço das Raridades. Esse último salão não tem esse nome por acaso, ele conta com várias helictites, formação rara na região. É importante ressaltar que recomenda-se a visitação da gruta em pelo menos dois períodos do ano, seco e chuvoso, pois a caverna se mostra de forma totalmente diferenciada.

Aqueles que se preocupam com a segurança podem ficar tranquilos, pois a gruta possui passarelas, corrimão e degraus, para um percurso seguro. Externamente, a gruta possui ainda estacionamento e lanchonete.

Para mais informações, acesse o site: www.setelagoas.com.br.

Por Tamara Fonseca


Vale Verde Alambique e Parque Ecológico, localizado em Betim/MG, é conhecido por sua famosa cachaça artesanal, que recebeu medalha de ouro no prêmio Cachaça Masters 2010 da revista inglesa “The Spirit Business”.

Mas o que alguns não sabem é que o parque é uma reserva natural que oferece diversas atrações de lazer e cultura, como parque de pesca, pedalinho, tirolesa, trilha ecológica, entre outras.

No Vale Verde é possível conhecer e aprender sobre diversas espécies de pássaros, inclusive a Harpia, uma das maiores aves de rapina do mundo. Para os amantes de orquídeas, o parque possui cerca de 20 mil exemplares espalhados em toda sua extensão.

Para os adultos, ainda são oferecidas visitas ao processo de fabricação da famosa cachaça Vale Verde. Informações completas sobre o parque, horário de funcionamento, tarifário e atrações podem ser obtidas no site: www.valeverde.com.br.

Por Tamara Fonseca


A Serra da Canastra, localizada no estado de Minas Gerais é considerada uma região ecoturística, abrangendo mais de 6 municípios, a sua maior atração é o Parque Nacional da Serra da Canastra. Criado em meados de 1972, com a finalidade de proteger as nascentes do tradicional Rio São Francisco, hoje o local é visitado por milhares de pessoas durante o ano todo.

A região é repleta de pousadas, hotéis e restaurantes típicos para atender turistas do mundo todo.

Considerado um passeio inesquecível, indicado para toda a família e amantes da natureza, a Serra da Canastra é um local que proporciona paisagens naturais e emocionantes a todos que visitam o local.

Uma ótima dica é provar o queijo canastra, presente na culinária local, esse queijo é feito artesanalmente e muito saboroso, vale conferir.

Para mais informações acesse www.canastra.com.br.

Por Milena Evelyn


Para os amantes do mergulho, a cidade de Bonito que fica no Estado do Mato Grosso do Sul é o local perfeito. Com muitas cachoeiras, grutas e aquários naturais, os praticantes do mergulho ficam maravilhados com tanta beleza que há embaixo da água.

Abaixo estão alguns pontos interessantes para o mergulho e para o ecoturismo:

Baía Bonita: é um aquário natural com águas cristalinas;

Cachoeira Boca da Onça;

Cachoeiras do Rio do Peixe;

Estância Mimosa;

Gruta do Lago Azul: que possui uma beleza indescritível;

Parque das Cachoeiras;

Mergulhar no Rio Sucuri.

Dica de hospedagem:

Hotel Pousada Arizona:

Esse hotel quatro estrelas oferece duas piscinas, bar, quartos com ar condicionado, wi-fi e estacionamento gratuitos. O restaurante oferece cozinha nacional e internacional.

Endereço: Rua das Águas Marinhas, nº 680, 79290000, em Bonito (Mato Grosso do Sul).

Por Fernanda T. Sodré


Mesmo com o tempo frio, Caldas Novas é uma boa opção para quem não abre mão da curtição independente da estação do ano, pois suas águas são sempre quentinhas e a diversão é sempre garantida.

Localizada na região Centro Oeste, a cidade comporta grande estrutura para a visita dos turistas. Oferece uma grande rede hoteleira, clubes, restaurantes, boates, bares entre outras atrações.

Situada às margens do lago de Corumbá, a cidade é rica em ecoturismo, o que a torna mais famosa. Mas uma das maiores atrações do lugar é o Balneário Municipal, que foi construído em 1910 e é aberto ao público desde o ano de 1940.

A partir de R$ 87 a Pousada Recanto das Caldas, oferece área com sauna, piscinas e churrasqueira.

Juliana Alves


A primeira recomendação para quem vai a Domingos Martins é não deixar de saborear o delicioso licor de jabuticaba. Depois, se perder na belíssima paisagem, sobretudo na primavera, quando as flores tomam conta da pequena cidade na Serra Capixaba.

Colonizada, sobretudo por alemães em meados do século XIX, a cidade com características de interior europeu fica a 42km de Vitória, capital do Espírito Santo. Domingos Martins é uma cidade montanhosa e seu principal ponto turístico é a Pedra Azul, no distrito de Pedra Azul do Aracê, que se sustenta em grande parte pelo turismo na região.

Para quem deseja fazer um circuito, passando por trilhas ecológicas e degustando produtos orgânicos, a dica é fazer reservas antecipadas pelos telefones (27) 3248-3318 e 3248-0035 para desfrutar, além das trilhas, de passeios a cavalo ou em charretes, hospedar-se em pousada da região, fazer visita ao museu dos tropeiros e dar uma pausa para apreciar a vista panorâmica que é um deleite.

Informações e reservas podem ser obtidas no site da Prefeitura www.domingosmartins.es.gov.br, neste site há um guia de serviços local para quem quer ficar bem localizado.

Por Rosane Tesch


Entre Rio de Janeiro e São Paulo, Saco do Mamanguá, é o único lugar do Brasil aonde o mar adentra ao continente em volta de montanhas rochosas, chamado de “fiorde tropical” típico dos países escandinavos.

Chegar lá é uma aventura, por uma estrada de terra sem iluminação e depois de barco. Porém vale a pena ver a paisagem exótica, conservada de mar e montanhas, que engloba duas ilhas, 33 prainhas, e riachos e manguezais. É para completar, à noite além da lua e estrelas que cobrem o céu, os plânctons iluminam o mar.

Este lugar continua especial pelo esforço de ambientalistas e caiçaras que se esforçam em sua conservação. Sendo assim Jet-skis e barcos de alta-velocidade, não são bem vindos, e todo lixo é reciclado. E não há energia elétrica, continua os lampiões e velas.

Quem vai de carro um dos caminhos seria pela BR-101(Rio-Santos), entre em Paraty Mirim, no km 581, e pegue uma estrada de terra por mais de 7km, até a praia. O carro tem que ficar ali, depois pegue o barco, que dura por volta de 45 min. Peça o contato dos barqueiros antes, aonde reservou sua hospedagem.

Mais informações Clique aqui.

Por Thais Gusmão


Com paisagens naturais, Bonito é uma cidade Pólo de Ecoturismo, distante somente duzentos e sessenta quilômetros da capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, a cidade  reflete na suas belezas naturais a tradução do próprio nome.

Consagrada também como uma referência na preservação do meio ambiente, toda comunidade é envolvida nos processos de qualidade de vida, valorização dos recursos naturais, acolhida e orientação aos visitantes para que estes possam usufruir sem desrespeitar  a natureza.

Os passeios são os mais diversificados, contemplando os mais diferenciados gostos dos exigentes visitantes que circulam pela cidade na busca de  descanso ou de aventura. Entre as atrações mais apreciadas estão o mergulho em suas diversas modalidades, rapel, passeios de botes, cavalgadas, caminhadas em trilhas e observação de aves.

Além das cavernas, riachos e cachoeiras o visitante pode apreciar uma grande diversidade gastronômica, conhecer as muitas lendas locais e conhecer as músicas regionais.

Por Silvane Romero


Para fazer tirolesa é preciso ter coragem para enfrentar as longas extensões pendurado em um cabo, e também disposição e preparação física para chegar a estes locais. Na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, fica a maior tirolesa do Brasil, com 850 metros de extensão, com vista privilegiada para a chapada goiana.  

O Arvorismo é uma ótima opção para quem gosta de aventura e gosta de levar as crianças a “tiracolo”. Com equipamentos de segurança até mesmo as crianças podem praticar este esporte. Brotas, no interior de São Paulo, também é cenário de arvorismo, tendo sido o primeiro local do país com este tipo de percurso. O circuito infantil é destinado a crianças a partir de 4 anos. 

A caminhada ecológica, perfeita para grupos de turistas pode ser feita na Serra do Cipó em Minas Gerais. Lá há campos floridos e diversas cachoeiras. Outro ótimo local para caminhadas é a Chapada Diamantina, na Bahia, que tem mais diversidades de passeios, e já foi escolhido pelo Ministério do Turismo como o trekking mais bonito do Brasil.

Por Fernanda Peixoto


O rafting é praticado em diversos locais do Brasil, devido a nossa riqueza hidrográfica. Próximo a São Paulo, é recomendável a prática de rafting em Brotas, que oferece diferentes níveis de rafting (de I a VI). Os melhores meses para este esporte em Brotas é nos períodos de chuvas, de novembro a março.

Outro ótimo local para o rafting é o Parque Estadual do Jalapão, no Tocantins, que também oferece todos os níveis de rafting, e tem passeios de três dias pelo parque com acampamento. Os melhores meses são de maio a setembro, que permitem melhores acessos ao parque.

E por falar em esportes aquáticos de aventura, a canoagem também merece destaque. Um dos locais perfeitos para a canoagem é em Paraty no Rio de Janeiro, que dispõe de ausência de ondas, ventos mais tranquilos e linda paisagem. Lá é possível remar ao lado de golfinhos e tartarugas. Prefira o período de março a agosto, por não tem fortes chuvas, nem o calor escaldante.

Por Fernanda Peixoto


Nosso país é o local perfeito para o chamado ecoturismo, aqui temos cachoeiras, cavernas, grutas, praias e paraísos perfeitos para aventuras diversas.

Os amantes de exploração de cavernas devem conferir o Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira (Petar) em São Paulo, e Bonito no Mato Grosso do Sul.

No Petar há mais de 300 cavernas e Mata Atlântica nativa. Já em Bonito, há uma fissura de 72 metros, que o aventureiro desce de rapel para alcançar uma das principais cavernas do país.

Para quem gosta de mergulho, vale a pena visitar Fernando de Noronha e o Arquipélago de Abrolhos, na Bahia. As águas cristalinas destes locais permitem que o turista veja toda a vida marinha da região. Destaque para a Praia de Taipus de Fora, que tem uma piscina natural de 1 km de extensão.

Por Fernanda Peixoto


A pelo menos 118 km de São Paulo, Bertioga é muito conhecida pela Riviera de São Lourenço, que tem uma infraestrutura de condomínios, bares, restaurantes e shoppings que atraem multidões em quase todos os finais de semana.

Entretanto, Bertioga tem muito mais a oferecer. O ecoturismo vem ganhando espaço, favorecido pela natureza da região, no sopé da Serra do Mar. Tambem destaca-se a Festa Nacional do Índio, sendo um evento que reuni feira de artesanato, apresentações de dança e debates. Coincide com o dia do índio e já chegou a reunir aproximadamente 700 tribos de 12 etnias do Brasil, com representantes de povos indígenas também dos estados Unidos.

Por Patricia Gujev


Escondida do outro lado da Chapada dos Veadeiros, Cavalcante é um recinto de calmaria exuberante no cerrado brasileiro.

Uma das primeiras cidades do estado de Goiás que ao contrário do que se possa imaginar, tem muita, mas muitaaaa água. É uma cidade repleta de altos e baixos, com diferenças gritantes de altitude, variações climáticas confusas (uma época do ano é de seca e na outra só chove), além de possuir uma das maiores biodiversidades do planeta.

É uma cidade que é 8 ou 80 e abriga o parque nacional da Chapada dos Veadeiros, considerado patrimônio mundial natural pela Unesco.

Além disso o isolamento chega a ser paradisíaco. Poucos carros chegam até a região e os cidadãos caminham pela estrada sem se preocupar em olhar para trás. Um pedaço de paraíso perdido no cerrado brasileiro.

Por Teresa Almeida


Localizada a 240 km de São Paulo, a cidade de Brotas é um dos maiores centros de ecoturismo do país. Se você curte arvorismo, rafting, bóia-cross, tirolesa, canyoning, cavalgadas, rapel e outros esportes de aventura não pode deixar de conhecer esta cidade. Como os esportes radicais são realizados em sítios no interior, recomenda-se ter carro para locomover-se melhor pela cidade.  Antes de viajar a cidade, vale à pena conhecer os destinos antes de programar os passeios, economizando tempo de transporte entre locais distintos.

Fazer um roteiro é a melhor pedida. Para isso há diversas agencias especializadas, que podem oferecer o tipo ideal de roteiro, além de oferecer mapas, e dicas de locomoção, hospedagem e alimentação. Malas prontas, não se esqueça do protetor solar, trocas de roupas e tênis extras. Como ultima dica, se for passear próximos ou em cachoeiras, vá de manhã, onde a presença de borrachudos é menor.

Dicas de agências no site oficial da Prefeitura de Brotas http://www.brotas.tur.br/

Por Fernanda Peixoto


Ao viajante em busca de amplo contato com a natureza e que gosta de interagir com o meio ambiente, a Reserva do Ninho dos Corvos em Prudentópolis, no Paraná, é um destino obrigatório.

Ecoturismo e Turismo de Aventura são os principais atrativos da reserva, que oferece tirolesa, arvorismo, rapel, visita a diversas cachoeiras, escalas, caminhadas por trilhas entre outros passeios pela natureza.

Outra curiosidade da Reserva Particular do Patrimônio Natural Ninho do Corvo é que ela está aberta para pesquisadores de todo o mundo para pesquisas sobre a vida selvagem e a fauna e flora da região.

A RPPN Ninho do Corvo ainda oferece uma pequena hospedaria e um amplo camping, com muita diversão e aconchegante comida caseira, que são preparados na brasa, típicos da região.

Por José Alberi Fortes Junior.


Não é necessário muito para começar a falar deste ponto turístico brasileiro. Deixe-me corrigir, na verdade há sim! Bonito não é só bonito como o nome sugere, é maravilhoso, estonteante, fenomenal…

Localizado sobre o Planalto da Bodoquena e a Depressão do Miranda no  Mato Grosso do Sul, a cidade é uma mistura de beleza, encanto e paz. São cavernas, cachoeiras, mata selvagem e intocada, rios transparentes e a famosa caverna coberta de estalactites que abriga uma estupenda lagoa azul.

Os rios são cristalinos devido a enorme concentração de calcário, os peixes são coloridos e abundantes, a gastronomia local é simples mas encantadora baseada basicamente em pratos de peixes.

A população local é de extrema atenção e delicadeza. Bonito não chega nem a ser uma dica de turismo, é obrigação que todo ser humano deveria cumprir pelo menos uma vez na vida…conhecer um pedaço do paraíso na Terra!

Por: Teresa Almeida


Ecoturismo ou Turismo Ecológico é o nome que se dá ao turismo voltado à natureza, tanto na sua observação como na participação ativa do homem no ambiente natural, sem causar impacto ou degradação, pelo contrário, o Ecoturismo valoriza o patrimônio cultural e natural do seu local.

Práticas como Asa-delta, Balonismo, Bóia-cross, Canyoning, Cavalgada, Cicloturismo, Espeleologia, Paragliding, Rafting, Tirolesa e Trekking são muito comuns nesse tipo de turismo.

No Brasil, os estados mais visitados para a prática do Ecoturismo são Amazonas, Bahia (Chapada Diamantina e litoral sul), Goiás (Chapada dos Veadeiros), Mato Grosso (Chapada dos Guimarães e Pantanal), Mato Grosso do Sul (Bonito e Pantanal), Pernambuco (Fernando de Noronha), Rio Grande do Sul (Serra Gaúcha) e São Paulo (Serra do Mar e Vale do Ribeira).

Programe-se para conhecer as belezas do Brasil. Prepare sua mochila, material de segurança e acampamento, e boa viagem!


A Região do Pantanal possui uma variação nos níveis das águas durante o ano. De novembro a abril, os rios transbordam pela ação das chuvas, o que leva os animais a ficarem bem distantes dos olhares humanos. Mas, a partir de maio, começa o período de secas que vai até agosto. É nesta época que a incrível fauna da região ficam ao redor das lagoas e baías em busca de água e alimentos.

Um dos passeios que podem ser feitos no Pantanal é a cavalgada, que permite observar mais de perto os animais locais e atravessar as baías cheias de jacarés e piranhas. Outra opção é o safári de automóvel, onde os turistas passeiam pelas fazendas e podem apreciar as aves da região. O turista pode também fazer a pesca de piranhas, que existem aos montes no Pantanal ou ir de barco ver os jacarés com lanternas potentes ao escurecer.

Fonte: http://www.decolar.com/pantanal.html


Localizada a 364 Km de Campo Grande, no estado de Mato Grosso do sul, Alcinópolis é um ponto turistico ainda pouco conhecido, uma injustiça se contlemplamos a beleza do lugar.

É uma cidade pequena, mas repleta de encantos para quem adora ecoturismo, que hoje em dia é muito procurado. Alcinópolis é considerada a capital da arte rupestre e tem como principais atrações: grutas, cânions, pinturas rupestres, animais silvestres, além de uma linda paisagem que o turista com certeza ficará maravilhado.

A cidade ainda é jovem, foi povoada em 1975 e só em 1992 é que conseguiu se emancipar, talvez por isso que seja pouco conhecida. Se voce decidir visitá-la o ideal é ir de carro, pois grande parte das atrações, não ficam muito perto, como o Monumento Natural, a Serra do Bom Jardim entre outros.

Para se hospedar, você tem alguns hotéis, não muito luxuosos, mas de boa qualidade como o Hotel Dormitórios Bernardes ou o Hotel Campos Verdes.

Se você achou a dica uma boa opção de viagem, então acesse o site www.hoteis-e-pousadas.com/alcinopolis e escolha o melhor lugar para se hospedar.

Por Salete Dias


A Pedra do Baú é o atrativo natural mais visitado em São Bento do Sapucaí, distante 209 km de São Paulo. Do seu topo, o turista vai enxergar o Vale do Paraíba e o sul de Minas Gerais. A mais de dois mil metros de altitude, duas escadas dão acesso ao local – uma com 602 degraus e a outra com 497 – construídas pelos irmãos Cortez, que escalaram o a pedra pela primeira vez nos anos de 1940. Ali, pratica-se esportes radicais, como o montanhismo e o vôo de asa-delta.

Na cidade, a Cachoeira do Baú, situada em um lindíssimo vale com uma exuberante mata ao seu redor, e a Cachoeira do Toldi, com 20 metros de queda e águas cristalinas, ambos na Serra do Baú, são outras opções para desfrutar as belezas da região.

Pouse em:

  • Pousada do Sítio (12) 3971.1640
  • Chalés Montanha (12) 3971.1536
  • Pousada Solar Azul (12) 3971.2044


Paula Cassandra


Os atrativos naturais de Ribeirão Pires, a 40 Km de São Paulo, são as melhores opções de turismo no município. A fascinante Pedra do Elefante é uma delas, localizada no ponto mais alto da cidade, oferece a vista mais fantástica da região.

Do seu alto, pratica-se escalada e rapel. Os visitantes aventureiros vão adorar a trilha que se faz para chegar ao todo da Pedra do Elefante.

O Mirante Santo Antônio também conta com uma encantadora visão panorâmica da cidade. Mas é no Parque Municipal Milton Marinho de Moraes da onde se avista a beleza e exuberância da Mata Atlântica.

Ribeirão Pires conta também com o Parque Municipal Pérola da Serra. O lugar é ideal para caminhas e momentos de tranquilidade, com arquitetura em estilo mexicano.

Sugestões de pouso:

  • Hotel Estância Pilar (11) 4828.7000
  • Hotel Ribeirão Pires (11) 4828.2088
  • Hotel Pérola da Serra (11) 4828.3314

Por Paula Cassandra


Para quem deseja conhecer um pouco de Minas Gerais, uma dica é a cidade de São Sebastião das Águas Claras. A 27km da capital Belo Horizonte, a cidade é um típico arraial mineiro, que oferece belezas naturais e o sossego da vida no interior.

Com vista para lindas montanhas, Macacos oferece vários atrativos, que vão desde descansar sentindo o cheiro do mato, provar as delícias da culinária até praticar esportes radicais, tradição do local. A cidade conta com diversas cachoeiras e trilhas para os adeptos ao turismo ecológico.

Pousadas aconchegantes, restaurantes requintados e bares super animados, Macacos é uma boa pedida para turistas de todos os lugares.


Agência de ecoturismo Freeway é uma agência que apresenta um diferencial muito importante: Desde o ano e 2004 possui um departamento especializado, com roteiros específicos para facilitar a adaptação dos deficientes, além da preocupação de permitir uma fácil locomoção dos portadores de necessidades especiais.

A equipe conta com profissionais capacitados para atender aos portadores de deficiência, maior comodismo, para que ele possa fazer seu turismo de forma prazerosa e agradável.

A deficiência esta cada vez mais divulgada hoje pela mídia, e até novelas mostram que qualquer pessoa pode se tornar deficiente, sem abrir mão de uma boa qualidade de vida. Parabéns à Agencia Freeway pela iniciativa de proporcionar ecoturismo para todos sem distinção que quiserem participar.

Mais informações no site www.freeway.tur.br.

Por Salete Dias


Você gosta de estar em contato direto com a natureza? A Agência Adventure Club, oferece ótimos pacotes em ecoturismo.

A Adventure é uma agencia especializada em turismo ecológico nacional e internacional, para você turista que quer conhecer lugares de belezas naturais e, acima de tudo está preocupado com a preservação da natureza.

Na agencia Adventure o turismo ecológico é levado a serio, com guias especializados e comprometidos em sinalizar o que há de melhor no segmento de ecoturismo.

Se você se interessa por aventuras e contato com a natureza entre no site www.adventureclub.com.br e obtenha informações para curtir a natureza de forma agradável e divertida.

Por Salete Dias


Em um projeto de Jânio Quadros, o Zoológico de São Paulo foi criado em 1957 e em 16 de março de 1958, foi inaugurado oficialmente e aberto à visitação.

Os primeiros animais vieram de um circo pequeno e de Manaus. Hoje, conta com mais 3,2 mil animais, sendo cerca de 200 aves, 100 mamíferos, 98 répteis, mais anfíbios e invertebrados.

Tem um papel importantíssimo, pois colabora com a recuperação e preservação de espécies brasileiras que estão ameaçadas.

Além do passeio clássico no zoológico, é possível fazer um Safári. Inaugurado em 2001, ocupa uma área de 80 mil m² e abriga cerca de 380 animais de vida livre. É um percurso de 4 km que dura mais ou menos 1 hora.

É possível fazer o passeio com veículo próprio ou então com as vans disponíveis no parque, nas quais os motoristas dão todas as explicações a respeito dos animais.

O Zoológico de São Paulo fica na Avenida Miguel Stefano, 4.241 – Água Funda, na Zona Sul, próximo ao Metrô Jabaquara.

Horário: Terça a domingo, das 9h às 17h.

Preço: R$ 13 para adultos e crianças acima de 12 anos, R$ 3,50 para crianças de sete a 12 anos e R$ 6,50 para estudantes. Grátis para crianças menores de sete anos e idosos.

Por Larissa Nalin


Para quem gosta de emoção, as trilhas de Ilhabela, a 210 km de São Paulo, são uma ótima opção de turismo. A Trilha da Água Branca é longa, sinalizada e em diversos pontos é possível descansar e se refrescar nas piscinas naturais.

Outra opção é a Trilha da Cachoeira do Couro do Boi e Friagem, que chega até quedas d’águas encantadoras. A caminhada tem duração média de 3 horas e passa por cenários fascinantes. Já a Trilha da Cachoeira do Veloso é feita em meio à Mata Atlântica, a queda d’água possui 50 metros de altura e um poço largo e profundo de límpidas águas.

A Trilha que acessa as praias Mansa, Vermelha e Figueira conta com muita emoção, espécies da fauna e da flora completam a paisagem de lindas quedas d’água.

Hospede-se em:

Porto Pacuíba Hotel (12) 3896.2466

Pousada do Capitão (12) 3896.1037

Hotel dos Marinheiros (12) 3896.2161

Por Paula Cassandra


A região conhecida como Pérola do Mamoré fica às margens do Rio Mamoré e aí se localiza o Parque Natural Municipal dos Parecis repleto de lindos cursos d’água, maravilhosas e límpidas cachoeiras e trilhas muito apropriadas às caminhadas em meio à mata. Tudo isto está muito próximo à fronteira entre o Brasil e a Bolívia, nos limites das cidades de Porto Velho e Guajará-mirim.

Na região predominam as populações ribeirinhas e tribos indígenas que imprimem sua forte cultura, costumes e tradições. O modelo de hospedagem mais comum é o hotel de selva, um forte sabor de aventura.

Indo ao local não se pode deixar de visitar o Pátio Ferroviário da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, fator decisivo na história de toda a região, situado em Guajará-mirim. Ainda em Guajará, acontece todo ano o Festival Folclórico (Festa do Boi) que imprime cores, luz e muita alegria à população local e aos visitantes, são três dias de festa e comemoração. Imperdível.

Quer saber mais? Clique aqui.

Por Lindomar Vieira


Se você está pensando em passar dias ótimos na divisa com Minas Gerais, mais bem próximo a capital do estado de São Paulo , não pode deixar de ir a Águas de Lindóia. A cidade oferece belas paisagens, um clima agradável e muita hospitalidade.

Lá, é possível ver quase 100 km de montanhas cobertas com uma vegetação de dar gosto de ver, a enorme paisagem verde dá asas literalmente para aqueles que gostam de esportes radicais e não tem medo de altura, lá é possível fazer, vôo livre, pára-quedas e ou esportes radicais.

Além disso, as águas minerais e cristalinas da cidade são atração a parte e reservam muita saúde e frescor aos visitantes. Já a culinária é um misto entre paulista e mineira e tem diversas opções, para todos os gostos. Ou seja, não importa a idade, o gosto e o sexo, você vai gostar muito de conhecer Águas de Lindóia.

Por Susan Mélany


Localizada na cidade de Caldas, interior de Minas Gerais, o Balneário Mineiro de Pocinhos do Rio Verde, encanta seus visitantes e sempre deixa um gostinho de quero mais. A principal atração sem dúvidas é a água. Lá, é possível aproveitar um banho de cachoeira, aproveitar as águas termais para relaxar e para tratar algum tipo de doença, além de aproveitar a paisagem que é linda.

A culinária é algo a parte. A cozinha totalmente mineira leva os turistas a experimentar diversos tipos de pratos deliciosos, vários tipos de comida salgada, como leitoa a pururuca, tutu de feijão, entre outros, além dos doces, é claro, com muito doce de leite e compotas.

Se você procura sossego, lazer, diversão, em um lugar com muita natureza, pessoas receptivas e uma culinária maravilhosa, então, venham de conhecer Pocinhos do Rio Verde, e aproveitar tudo que Minas Gerais têm a oferecer.

Por Susan Mélany


Quem gosta de conhecer cidades que oferecem opções de aventura deve visitar Morretes, a 74 km de Curitiba. Um dos mais belos atrativos naturais é o Salto da Fortuna, formado por uma encantadora cachoeira com 50 metros e uma deliciosa piscina natural.

O visitante também tem a opção em Morretes de praticar bóia-cross no Rio Nhundiaquara, muito tradicional na cidade, ou fazer o Ciclo Turismo, que oferece mais de 30 km de trajeto com bicicleta pela zona rural da cidade e passar por cachoeiras, pontes, lagos e rios.

Outra opção de aventura é o rafting, realizado na companhia de guias especializados e com os devidos equipamentos de segurança, o turista vai ter muita emoção praticando o esporte no Rio Cachoeira, num percurso de 3 km.

Algumas dicas de hospedagem:

Pousada Estancia Maktub (41) 3462.1374

Pousada Graciosa (41) 3462.1807

Pousada Hakuna Matata (41) 3462.2388

Por Paula Cassandra


O Estado do Amazonas é extenso e possui uma natureza rica e exuberante. Muitas áreas de floresta amazônica e recursos hídricos imensuráveis, um paraíso natural. A capital do Estado, Manaus, ficou muito conhecida, a partir da década de 1970, por ter recebido a instalação da Zona Franca, um polo industrial, de valor muito significativo para a economia local e nacional.

Há muitos locais afastados do centro urbano que só podem ser acessados com a utilização de barcos, alguns muito distantes, dentre eles destacam-se:

– Parque Ecológico do Lago Janauari, onde se nota o encontro das águas dos rios Negro e Solimões.

– Praia da Lua, só é acessada de barco.

– Parque Estadual do Rio Negro, uma área de floresta.

Não se pode esquecer o famoso Teatro amazonas, o Complexo Cultural Palácio do Rio Negro e o Mercado do Parintins. As festas são marcantes e atraem pessoas de todo o mundo como, por exemplo, o Festival Folclórico de Parintins (a famosíssima Festa do Boi), o Festejo de Santo Antônio e o Festival do Guaraná. Tudo isso e muito mais, acontece na região.

Para saber mais, acesse: www.visitamazonas.am.gov.br

Por Lindomar Vieira


O estado do acre está situado num ponto da Floresta Amazônica que se delimita com a Bolívia e o Peru. É um estado de Fauna e Flora exuberantes, onde as águas são abundantes. A história, bonita e trágica, do líder seringueiro Chico Mendes atraiu a atenção do mundo para o Acre.

Os turistas ficam muito entusiasmados com as tradições, a cultura popular, as comidas locais e toda a beleza da Amazônia que podem ser vistos e desfrutados ali. Rio Branco, a capital do estado, é uma cidade linda com excelentes atrações como: o Parque ambiental Chico Mendes, que é um pedaço da Amazônia; a Casa dos Povos da Floresta, dedicado à Cultura, Mitos e lendas das populações locais; o Museu da Borracha, que além de registrar o Ciclo da Borracha, abriga um excelente acervo de materiais fósseis e pré-históricos e arqueológicos. Há muito mais para ser visto, inclusive, não se pode deixar de passar em Xapuri que é a cidade onde viveu Chico Mendes e fazer uma visita a casa onde ele morou.

Para saber mais visite: www.ac.gov.br

Por Lindomar Vieira


A 235 km de São Paulo, a cidade de Brotas é um dos pontos preferidos por muitos turistas que visitam o Estado. O Centro de Estudos do Universo é um espaço interessantíssimo para quem aprecia as ciências naturais, mantida pela Fundação CEU, oferece planetário, telescópios e um sítio arqueológico, entre outros instrumentos de conhecimento.

No município de Brotas, o turista pode visitar ainda o Eco Parque, que conta com um maravilhoso roteiro, englobando a visita à Cachoeira São Sebastião, com 25 metros de altura, seu acesso é fácil e forma uma fascinante piscina natural.

Já a fazenda Cachoeiras do Martello possui duas exuberantes quedas d ‘água, além de trilhas tranquilas em meio à natureza. A Cachoeira do Martello tem 50 metros e Cachoeira da Primavera, 20 metros, revelando uma beleza ímpar.

Pouse em:

Pousada do Lago (14) 3653.5797

Villa do Conde (14) 3653.5091

Pousada das Nascentes (14) 3653.6133

Por Paula Cassandra


Ilhabela é um destino apaixonante e que deixa todos que conhecem com vontade de voltar. Para aqueles que gostam de esportes na natureza, é possível praticar mergulho, conhecendo todas as espécies de peixes e vida marinha existentes nas praias, além de Kitesurf, barcos e jipes.

Para aqueles que procuram descanso, também é lugar ideal, os hotéis são ótimos, a estrutura de bares e restaurantes também, e as praias, limpas, tranqüilas e super brancas. Além disso, se o desejo for badalação, a opção também pode ser Ilhabela, a vida noturna é badalada e cada vez mais procurada pelos jovens.

Ou seja, qualquer que seja sua vontade, Ilhabela, tem a opção certa para você e sua família para o próximo verão. Consulte seu agente de viagens e conheça Ilhabela.

Por Susan Mélany


Frio o ano todo e muita diversão. A cidade de Canela, é um lugar de muita aventura para quem gosta de esportes radicais da natureza como tirolesa e passeios nas trilhas com veículos 4×4, e é ótima para aqueles que querem apenas descanso, podendo apreciar uma bela paisagem e muita tranqüilidade.

A cidade recebe muitos turistas e a hospedagem é bem mais barata do que nas cidades vizinhas.

A estrutura dos hotéis é boa e a cidade possui um grande leque de opções de restaurantes e bares. Além disso, como é vizinho de Gramado, o passeio por Canela pode render uma visitinha a cidade vizinha.

Ou seja, guarde um bom tempo das férias para passear pelo Sul do Brasil.

Por Susan Mélany


Um ótimo destino para quem busca aventura em contato com a natureza. Ilha Grande é muito procurada todo o ano por aventureiros de plantão, que gostam de unir as paisagens cercadas de verde e de praias, com os esportes da natureza. E o que torna essa prática ainda melhor são as cachoeiras e montanhas espalhadas pela cidade e a vista maravilhosa que pode ser apreciada depois de uma caminhada pelas trilhas.

Toda a área própria para esses esportes, é bem sinalizada e existem guias para acompanhar todos que querem participar das atividades, e ainda tem atividades para todas as idades e todos os gostos, além disso, a estrutura de hotéis e pousadas é muito boa e a cidade também ótimos restaurantes e bares.

Ou seja, vale à pena conhecer.

Por Susan Mélany


O Parque de Aventuras Encontro das Águas, no município de Brotas, a 235 km de São Paulo, é um lugar extremamente encantador para turistas de todo o país. Nele, encontram-se quatro cachoeiras de grande beleza, são elas a Tabarana, Conquista, Conceição e a que possui a maior queda d’água, a Bissoli, com 76 metros de altitude.

Em Brotas, encontram-se também outras cachoeiras, como a Bela Vista, constituída por ribeirões. Junto a ela, situa-se a Cachoeira Coqueiros, para chegar até elas, o visitante caminha por uma trilha que termina numa deliciosa água para se banhar. Para quem gosta de emoção, pode optar pela Cachoeira dos Macacos, que reserva uma trilha mais longa que segue pela encosta de um vale.

Opte por uma das seguintes pousadas:

Pousada Broto D’ água (14) 3653.5003

Pousada Jacaré Pepira (14) 3653.6152

Mirágua Refúgios (14) 3653.8085

Por Paula Cassandra


Se você acha que para encontrar aventura, cavernas e cachoeiras você precisa ir muito longe, está enganado. Aqui mesmo, em São Paulo, um parque reserva verdadeiras belezas protegidas.

Esse parque é o Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira, mais conhecido como Petar. Fica localizado nos municípios de Apiaí e Iporanga e guarda mais de 300 cavernas. Abertas para a visitação do público são apenas 12, mas já dá para se encantar.

Além das cavernas, dá para se aventurar em trilhas, conhecer cachoeiras e se deliciar em um banho nelas. Não são todas, também, permitidas para o banho, devido à força das quedas.

O lugar perfeito para você que gosta de natureza e aventura, tudo isso pertinho sem precisar ir muito longe.

Por Larissa Nalin


Já pensou em passear por praias limpas, com ar bom para praia e paisagens bonitas por todos os lados? Então vá para Ilha de Marajó, uma ilha do Pará localizada na foz do Rio Amazonas. Mais cuidado com os búfalos! Isso mesmo, búfalos, eles estão por toda parte da ilha e causam muitas surpresas para os visitantes.

A ilha é composta por 15 cidades e um dos problemas de passear por lá são as condições das estradas, que pela quantidade de chuva, acabam muitas vezes sumindo e dificultando acesso as demais cidades.

Mais nada que o visual deslumbrante das praias não compense e que uma boa aventura não pague. Por isso vale à pena separar um tempo para visitar tudo que há de bom no lugar.

Por Susan Mélany


Belém é um dos lugares do Brasil mais ricos em biodiversidades de espécies de animais e plantas. Destino certo de muitos turistas apaixonados pela natureza, Belém, tem investido bastante nos últimos anos para receber todos, da melhor forma possível e ensinando a importância da preservação da natureza.

A cidade é porta de entrada para a Amazônia e por isso, oferece uma quantidade enorme de belas paisagens, entre elas, o Mangal das Garças e o Parque Zoobotânico Emílio Goeldi.

Vale ficar atento com a quantidade de chuvas que caem no local para não se decepcionar. Chove quase todos os dias e o clima é úmido e bem quente também. Por isso, vale preparar a mala pensando nisso, além disso, não esqueça de levar um bom par de tênis e muita proteção contra o sol.

Por Susan Mélany





CONTINUE NAVEGANDO: