Confira o limite de gastos e de quantidade de cada item

Você está planejando viajar para o exterior e pretende fazer compras lá fora? Antes de chegar a outro país, se empolgar e sair comprando, é importante estar atento ao limite de gastos que você pode atingir para evitar possíveis problemas com muitas e com a alfândega. Assim, você pode aproveitar a viagem sem maiores preocupações.

É praticamente impossível viajar e voltar sem pelo menos algumas lembrancinhas. Há limites diferentes para cada categoria de produtos que os turistas brasileiros podem comprar nos Estados Unidos ou na Europa. Confira abaixo tudo que você precisa saber sobre o limite de compras no exterior!

Quanto você pode gastar?

Os brasileiros que viajam de avião para o exterior podem gastar, no máximo, US$ 500 em compras, correndo o risco de ter que pagar uma multa de até 50% em relação ao valor excedente. Em se tratando de viagens por navio ou via terrestre, o limite de gastos é de US$ 300.

Porém, desde o mês de outubro de 2010, as máquinas fotográficas, celulares, roupas, cosméticos, calçados e relógios são considerados itens de uso pessoal, logo não precisam ser declarados, pois não entram na cota de isenção. Mas, existe um controle de quantas unidades de cada item que é possível trazer para o Brasil.

Quantidade de produtos que podem ser comprados no exterior

Lentes e demais equipamentos fotográficos: a quantidade máxima depende do valor, mas não é indicado comprar mais de 10 itens, nem mesmo sendo de tipos ou marcas diferentes. Esses artigos entram na cota de US$ 500, a não ser que haja a comprovação de que foram comprados para uso profissional.

Câmera fotográfica e celular: pode-se comprar 1 item desse por pessoa, e não faz parte da cota de US$ 500, visto que são classificados como objetos de uso pessoal, independente do valor ou modelo, mas devem estar fora da embalagem e usados.

Notebook, videogame e outros eletrônicos: o turista brasileiro pode comprar 1 de cada tipo por pessoa. Essas mercadorias fazem parte da cota dos US$ 500. Por questões de protecionismo, o Ministério da Fazenda não liberou esses itens.

Câmera filmadora: é possível comprar até 2 câmeras por pessoa. O artigo entra na cota dos US$ 500. Se a câmera filma e fotografa, ela será classificada como câmera fotográfica, ou seja, um produto de uso pessoal.

Roupa e calçado: ao viajar para o exterior, os brasileiros podem comprar, no máximo, 3 tipos de cada produto. Nesse caso, os itens não entram na cota dos US$ 500, sendo considerados objetos de uso pessoal, desde que condiga com o passageiro e o tipo de viagem realizada.

Relógio: os viajantes podem comprar 3 itens por pessoa. Os artigos não entram na cota de US$ 500, uma vez que também são considerados de uso pessoal.

Cosméticos: não há uma quantidade oficial determinada para a compra desses produtos, mas é recomendado trazer até 10 unidades da mesma mercadoria. Esses itens não entram na cota de US$ 500, sendo de uso pessoal. Porém, o ideal é não exagerar para não ter que arcar com tributos aos chegar no Brasil.

Cigarro: é autorizada a compra de até 10 maços no exterior, sendo possível acrescentar mais 20 maços no Duty Free. Os cigarros fazem parte da cota dos US$ 500, apenas os maços adquiridos no Doty Free não serão tributados.

Bebidas: para esses itens, o turista pode comprar 12 litros no exterior, tendo a oportunidade de adicionar mais 24 garrafas no Duty Free. Os produtos fazem parte da cota dos US$ 500, apenas as garrafas compradas no Doty Free não são tributadas.

Agora que você já sabe o seu limite de compras no exterior, o ideal é se planejar para não arcar com impostos muito altos.

Por Simone Leal

Compras no Exterior


Confira aqui os melhores lugares para fazer compras em Nova York.

Se você pretende viajar para os Estados Unidos da América (EUA), confira algumas dicas de lugares em New York (NY) para fazer compras com variedade de produtos e com um preço bom. Aqui você vai saber sobre 10 lugares considerados como melhores para fazer compras em NY. Vale a pena anotar a lista top 10 para aproveitar os dólares da melhor maneira. Em muitos estabelecimentos você pode adquirir produtos até mais em conta do que os valores de venda no Brasil. Assim, prepare o bolso e confira se a cotação do dinheiro americano compensa.

Quinta Avenida

Nessa localidade há várias lojas renomadas como Prada, Louis Vuitton, Tiffany & Company, Gucci, entre outras. É considerado o melhor lugar para fazer compras em NY, pois reúne diversas marcas de moda infantil, masculina e feminina.

Macy's

Esse estabelecimento é a maior loja de departamento do mundo. No total, são 9 andares com inúmeros setores de produtos, como perfume, maquiagem, roupas, relógios, óculos, sapatos, cama, mesa e banho.

A Macy's fica aberta até às 10 pm. Se você tiver disposição e tempo para comprar, vai valer muito a pena.

Bloomingdale’s

Além da Macy's, é considerada uma das grandes lojas nova iorquinas. No total, são mais de 30 lojas em toda a América. Diversos produtos são oferecidos aos clientes, da moda masculina e feminina, além de acessórios, joias e cosméticos. Anote o endereço: na 59th Street com a Third Avenue.

Century 21

A Century 21 é uma boa opção para quem vai gastar dólares em compras. Aqui você vai encontrar mercadorias de famosas marcas com preços ainda mais baratos, embora seja menos sofisticada que a Macy's. Um dos destaques da Century 21 é o setor de acessórios e cosméticos. Mas também há produtos masculinos, esportivos e muitos outros. É como ir a um outlet sem sair da cidade de New York.

SoHo

Se você gosta de comprar, essa região é muito favorável para você conhecer vária lojas renomadas, como por exemplo, Hollister, Louis Vuitton, Forever 21, H&M, Zara, MAC, Victoria’s Secret e muitas outras. Nesse bairro, as lojas ficam próximas umas das outras. Na SoHo você vai passar horas e horas nos vários estabelecimentos comerciais.

H&M

Hennes & Mauritz é uma loja bastante famosa. Em Nova York o estabelecimento ganha destaque pelos preços baixos que oferece pelos produtos de qualidade. Vale a pena conferir para renovar o guarda-roupa. Lá há roupas femininas, masculinas e infantis.

Barney’s New York

Reconhecida pelos seus produtos sofisticados e de luxo, a Barney’s New York oferece produtos bem diferenciados. Mas se você tem interesse em adquirir um artigo dessa marca, pode esperar por sua liquidação, que é realizada a cada 6 meses. Muitos produtos podem ser adquiridos com um desconto interessante.

Avenida Madison

Nessa avenida estão localizadas várias lojas de estilistas famosos. Aqui você pode comprar mercadorias elegantes e sofisticadas. Anote o endereço: entre a 59th e a 79th Street (Rua).

Henri Bendel

Nessa boutique você também encontra mercadorias luxuosas e com glamour, como roupas, joias, maquiagem, entre outros. A Henri Bendel foi fundada em 1896 e ainda hoje tem uma proposta inovadora em seu setor de moda feminina. Com essa diversão, muitos clientes de vários lugares do mundo são atraídos.

Avenida 6th

Nessa região você encontra superlojas para fazer suas compras. E perto da Avenida 18th, os centros comerciais incluem Bed, Bath and Beyond, onde é possível comprar itens para sua casa; Old Navy, onde você pode adquirir roupas descontraídas e a T.J. Maxx, um grande outlet de moda.

De modo geral, as lojas de departamentos são interessantes para fazer compras, pois você encontra uma grande variedade de mercadorias com um ótimo preço.

Melisse V.


Conheça as numerações no continente europeu e saiba como fazer a conversão pro tamanho brasileiro.

Esse assunto geralmente não é pensado. A gente planeja a viagem toda bonitinha para a Europa, pensa nas roupas e sapatos maravilhosos que podemos comprar em Paris e em Milão, por exemplo, mas se esquece de algo crucial: as númerações de vestimentas e calçados são diferentes em diversas partes do mundo!

Pensando nisso, resolvemos preparar esse texto, para que você não se perca ao comprar sapatos na Europa. O número que você usa no Brasil pode ser achado de acordo com a correspondência do que isso simboliza nas terras européias, bem como em outros pontos diferenciados do globo como os EUA, a China e até mesmo o Reino Unido, que apesar de fazer parte da Europa, nem sempre utiliza o mesmo padrão de numeração. Vamos lá? Confira!

Primeiro, vamos falar sobre os tamanhos do Brasil. No Brasil, a maioria dos sapatos vão do número 34 até o 42, no caso de formas adultas. Outra forma de saber qual é seu número de calçado é baseando na quantidade de centímetros que seus pés tem. Vamos aos valores:

O número 34 brasileiro é para um pé de aproximadamente 23,5 centímetros; Segue as outras numerações brasileiras com seus respectivos tamanhos em centímetros:

  • 35 = 23,8;
  • 36 = 24,5;
  • 37 = 25,1;
  • 38 = 25,4;
  • 39 = 25,7;
  • 40 = 26,0;
  • 41 = 26, 6.

Como podemos perceber, a maioria dos tamanhos tem diferença de 3 cm de um para o outro. Vale lembrar que as formas e formatos das marcas de calçados podem variar, portanto, essa é apenas uma base referencial.

Agora vamos aos números de calçados europeus:

  • 34 no Brasil = 36 na Europa;
  • 35 no Brasil = 37 na Europa;
  • 36 no Brasil = 38 na Europa;
  • 37 no Brasil = 39 na Europa;
  • 38 no Brasil = 40 na Europa;
  • 39 no Brasil = 41 na Europa;
  • 40 no Brasil = 42 na Europa;
  • 41 no Brasil = 43 na Europa.

Levando em consideração os centímetros e também a numeração usada em território nacional, é possível prever qual será a sua numeração quando chegar às lojas européias, assim, você não ficará perdido na hora de provar e pedir seus tão preciosos sapatos internacionais!

Sempre que experimentar um sapato, observe que há 3 numerações geralmente: uma do Brasil, uma da Europa e uma dos Estados Unidos, nominados como BRA, EUR e EUA, respectivamente, no solado ou na parte de dentro do sapato. É bom observar também essa informação, já que é possível se situar através dela!

O padrão europeu e brasileiro usa numerações maiores, enquanto nos EUA, a numeração começa em 6 para 34 brasileiro (e 36 europeu) e vai aumentando 0,5 ou 1 para cada numeração que sobe (ou seja, 6 para 34; 6,5 para 35; 7,5 para 36; 7,5 para 37 e assim por diante, seguindo no número europeu: 36,37,38 e 38, respetivamente.

Vale a pena carregar uma tabela consigo caso não tenha decorado direitinho como fazer a conversão. No caso de esquecimento, dê aquela olhadinha no seu sapato atual e procure a numeração maior discriminada como EUR na sola. Vale lembrar que com um bom inglês, é possível se comunicar tranquilamente com as vendedoras, que serão bem prestativas para te orientar.

E agora que você já está pronto para comprar sapatos na Europa, onde é a próxima parada? Não se esqueça de compartilhar conosco suas experiências de compras, seja no continente europeu ou em qualquer outro lugar onde a numeração é diferente, através dos nosso comentários!

David Ferreira


Confira aqui algumas dicas de passeios para se fazer em Nova York.

Nova York, nos Estados Unidos, é um dos destinos mais visitados do mundo. Não é para menos, a cidade é repleta de pontos turísticos famosos e que encantam milhares de turistas. É impossível visitar esse local e deixar de conhecer a Estátua da Liberdade ou fazer um passeio pelas ruas do Soho.

Você vai viajar para Nova York em breve? Confira abaixo quais são os passeios indispensáveis para o seu roteiro de viagem!

Passeio pelo Soho, Little Italy e Chinatown

Soho, Little Italy e Chinatown são três bairros localizados ao sul de Manhattan. Para começar, faça um passeio pela Prince Street, que está na área central do Soho. Quem gosta de arquitetura pode seguir pelas ruas do Distrito Histórico para apreciar as construções de ferro feitas no final do século XIX. Nesse ponto, os turistas podem conhecer aproximadamente 26 quarteirões que comportam prédios industriais, que apresentam fachadas decoradas com elementos de ferro fundido. As ruas têm calçamento original em pedra, onde também estão as lojas das grifes mais desejadas do mundo.

Em Chinatown, você pode fazer um mergulho pela cultura chinesa, aproveitando para conhecer a culinária típica e o comércio, além de caminhar pela região histórica de Five Points até Columbus Park. Também é recomendado passar pela Little Italy e conhecer as histórias da comunidade italiana.

Visite a Estátua da Liberdade

Ao viajar para Nova York, você não pode deixar de visitar a Estátua da Liberdade. Este monumento foi um presente da França para os Estados Unidos, em 1886, no Centenário da Independência Americana, sendo conhecido como um símbolo da liberdade e democracia. A visita pode ser feita a pé ou por meio de um passeio no Barco Spirit, que navega no Rio Hudson e oferece uma vista maravilhosa.

Conheça o Central Park

O Central Park é considerado o coração verde de Nova York. O parque é composto por 3.400.000 m². Inicie o passeio a pé na esquina da Rua 59 com a Quinta Avenida, onde é possível ver a Loja da Apple e o Hotel Plaza. Seguindo em frente, o turista se depara com o belo lago ‘’The Pond’ e o Central Park Mall, que é rodeado de árvores centenárias e que oferece vista para os prédios antigos do Upper West Side.

Andando pelo ponto turístico, você também pode conhecer o Strawberry Fiels, que é o memorial de John Lennon e um dos locais mais visitados da região, estando localizado a poucos minutos do tradicional Edifício Dakota, em que o cantor Lennon morou e foi assinado.

Explore a Time Square

Passear pela Time Square é um passeio interessante de dia e principalmente à noite. Esse lugar oferece um espetáculo de luzes e muitas atrações. É indicado passar pelo Lincoln Center e o Jardim de Inverno do World Financial Center. Faça a travessia da Manhattan Bridge para contemplar as vistas proporcionadas pela Ponte do Brooklyn e do sul de Manhattan. Vale a pena ir para no mirante do River Café, que está às margens do Easy River para observar a iluminação noturna da cidade.

Aproveite para visitar o Empire State Building

Considerado um símbolo do poderio econômico de Nova York, o Empire State Building é um arranha-céu estruturado em 102 andares, tendo sido construído no estilo Art Déco, situado na esquina da 5ª Avenida com a Rua 34. O nome do monumento é derivado do apelido concedido ao estado de Nova York, no período em que este era classificado como carro chefe do país e chamado de Empire State (Estado Império).

O prédio foi o construído em 1931, tendo sido o mais alto do mundo por quarenta anos até a construção da Torre Norte, pertencente ao World Trade Center, no ano de 1972. Depois do atentado de 2001, o Empire State voltou a ser o mais alto de Nova York, perdendo o título recentemente para a Freedom Tower, que foi levantada no mesmo local onde estavam as torres gêmeas.

Simone Leal


Consulado americano passará a checar até as redes sociais.

Tirar o visto para entrar no Estados Unidos nunca foi uma tarefa fácil. Agora, com a onda de atentados terroristas e a nova presidência, o processo ficou ainda mais difícil. O novo formulário para requerimento de visto pede informações dos últimos 5 anos de vida online, ou seja, ao requerer um visto de entrada nos EUA, você precisará prestar as informações acerca de suas movimentações nas redes sociais dos últimos 5 anos.

O atual governo dos EUA, liderado por Donald Trump, último presidente eleito, lançou um novo formulário para solicitação de visto. Todas as pessoas que quiserem solicitar a entrada no país, independente da origem, precisarão preencher o novo formulário. Esse novo formulário pede o preenchimento de dados de redes sociais no período dos últimos 5 anos e também informações pessoais referentes aos últimos 15 anos.

As novas solicitações de informações, que tem o objetivo de estreitar o corredor dos que podem entrar no país, foram aprovadas no final do mês de maio, no dia 23. A liberação foi feita pelo Escritório de Gestão e Orçamento, mesmo havendo diversas críticas por parte das autoridades de educação durante calorosos debates públicos sobre o assunto.

De acordo com a ditadura das novas verificações, as autoridades consulares podem requerer dados como números de todos os outros passaportes, informações acerca dos últimos 5 anos no quesito redes sociais, e-mail e número de telefone, além de 15 anos de dados pessoais, como históricos de viagens, empregos e até endereços.

Segundo autoridade do Departamento de Estado, essas informações podem ser exigidas quando forem necessárias para confirmação da identidade do indivíduo que requer o visto, conduzindo uma verificação mais rigorosa no que diz respeito à segurança nacional.

Anteriormente, o mesmo Departamento declarou que essa verificação mais rigorosa seria aplicada se o solicitante houver justificado a investigação adicional acerca da conexão com terrorismo ou alguma outra inviabilidade na aprovação do visto, recorrente de problemas com a segurança nacional.

Carolina B.


Saiba aqui o que é mais vantajoso, hospedar em uma casa ou hotel em Orlando.

Quando se trata de viagens internacionais, Orlando está sempre no topo da lista dos brasileiros. No ano de 2014, a cidade situada no estado da Flórida, na parte sudoeste dos Estados Unidos, recebeu cerca de 5 milhões de turistas brasileiros. Nos anos que se seguiram (2015, 2016), houve uma pequena redução no número de visitas, em parte, devido a alta valorização do dólar em relação ao real. Contudo, apesar da crise, o lugar ainda coninua sendo um dos favoritos para quem pretende sair do país em busca de lazer. Muito conhecido pelas casas noturnas famosas, mas principalmente por ter como atração o parque mundialmente conhecido, Walt Disney, o lugar possui uma grande demanda de vagas em hotéis, casas e outras hospedagens.

Dessa forma, as pessoas se indagam qual opção é melhor: buscar estadia em hotel ou alugar uma casa? A resposta é, depende.

Abaixo será apresentada as duas opções, bem como suas vantagens e desvantagens para certo tipo de turistas.

Geralmente as diárias dos hotéis incluem a limpeza dos quartos e transporte gratuito a regiões próximas do perímetro turístico, o que de certa forma, faz o visitante economizar certa quantidade de dólar e também, por consequência seu tempo, já que os hotéis ficam dentro de Orlando e portanto, mais próximo dos cargos.

Por outro lado, o aluguel de casas pode ser mais econômico quando a viagem é em grupo, pois é possível dividir o preço do aluguel, assim como as compras de supermercados. Além de mais barato, há mais conforto e flexibilidade quando se trata de horário, uma vez que em hotéis os hóspedes precisam programar a viagem de acordo com o horário das refeições que já são pré-estabelecidas, já em uma casa alugada os ocupantes podem fazer seus planejamentos sem esse tipo de interferência.

A desvantagem é que as casas ficam em cidades próximas a Orlando, sendo assim, é necessário locar carros por conta própria.

Portanto, é importante pesquisar preços e planejar a viagem com meses de antecedência para que, dessa forma, possa aproveitar ao máximo gastando o mínimo possível.

Orlando é uma bela cidade e precisa ser muito bem aproveitada. Por isso, se quiser ter boas lembranças com sua família e amigos, essa cidade é sem dúvidas a melhor para se fazer recordações eternas.

Sirlene Montes


Brasileiros estão optando por tirar Visto Americano no Uruguai. Procedimento é mais rápido e barato.

Tirar visto norte-americano pode ser bastante demorado em alguns casos. Por isso, diversos moradores da região Sul do Brasil têm escolhido outra opção para obter o documento: vão à Montevidéu, no Uruguai. Embora pareça algo curioso, essa pode ser uma boa saída para agilizar o processo, até mesmo com certa economia.

É possível tirar visto no Uruguai

Isso acontece porque a solicitação de visto nesse caso pode ser feita em qualquer embaixada ou consulado em qualquer país. Basicamente, os critérios adotados serão os mesmos, a diferença é que as entrevistas de rotina serão feitas em língua espanhola. Ao contrário do acontece no Brasil, que são feitas em língua portuguesa.

Alternativa é mais barata e rápida para moradores do Sul

Analisando essa situação, diversos brasileiros têm optado ir ao Uruguai para solicitar o visto, em vez de ir até São Paulo, por ser mais rápido e barato. Por lá, a entrevista pode ser agendada para o dia seguinte e, nesse mesmo período, já é possível tirar digitais e fazer entrega das fotos requisitadas.

Já na capital paulista, é preciso pelo menos dois dias disponíveis e ir até dois locais: Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV), para que possam ser colhidos dados biométricos, e Consulado Americano, para realização de entrevista com um cônsul.

Para poder fazer tudo isso em apenas um dia, é preciso ir até Brasília ou Recife, destinos um pouco distantes do Sul.

Além disso, o passaporte no Uruguai é entregue em dois ou três dias úteis, que pode ser retirado pessoalmente ou enviado através de transportadora. Em São Paulo, esse processo pode levar até dez dias.

Custos menores e turismo

Além dessas facilidades, a proximidade do país latino-americano com a região torna os gastos de deslocamento e hospedagens bem menores. Afinal, para ir até São Paulo é preciso que moradores do Sul, em alguns casos, precisem pagar viagens de ônibus, avião e diárias em hotéis.

Dependendo do estado em que mora, esse custo pode ser muito inferior, devido à rapidez do processo e distância, que pode ser percorrida de carro. Assim, muitos aproveitam a situação para passear por Montevidéu e conhecer as atrações e belezas da cidade. Dessa forma, une-se o “útil ao agradável”.

Camilla Silva


Confira aqui as novas regras para emissão de vistos para Brasileiros pelos Estados Unidos.

Poucos dias após a posse de Donald Trump no Estados Unidos, uma das principais mudanças feitas pelo homem mais poderoso do mundo e que vai atingir milhões de brasileiros que querem conseguir o visto é a mudança das regras que ficaram mais rígidas.

As novas regras de emissão e renovação já estão valendo a partir dessa semana, segundo informações oriundas da embaixada norte americana no Brasil. Uma das mudanças é a entrevista para quem deseja renovar o visto, o que antes não era exigido e somente as pessoas que pedirem a renovação dentro de 1 ano após o vencimento ficará dispensado da entrevista, o que antes era de até 4 anos.

Com a mudança das novas regras, somente pessoas menores de 14 ou maiores de 79 estão dispensados da entrevista em qualquer etapa do processo, aumentando a margem de idade, que era antes dos 16 e após os 66 anos. O decreto que alterou todas as normas de imigração foi assinado na última sexta-feira (27) e baniu a entrada de cidadãos muçulmanos dos países Iraque, Síria, Irã, Sudão, Líbia, Somália e Iêmen.

Como toda regra tem exceção, essa fica por conta dos diplomáticos, oficiais do governo estrangeiro ou de organizações internacionais, que estão totalmente isentos de entrevista para emissão e renovação dos vistos a qualquer momento.

Segundo um nota emitida pela embaixada norte americana no Brasil, os Estados Unidos está empenhado na facilitação de todas as viagens legais de estrangeiros e também quer garantir a segurança de suas fronteiras, pois quer acabar com toda ilegalidade no país, que já está saturado disso.

A embaixada ainda orienta as pessoas que estão solicitando os vistos de entrada, que verifiquem as alterações feitas no decreto do presidente Trump, para que não haja dúvidas quando a renovação ou emissão. O decreto está disponível em português para consulta no link https://br.usembassy.gov/pt/ato-executivo-para-proteger-nacao-contra-entrada-de-terroristas-estrangeiros-no-eua/.

Um dos principais motivos das alterações é evitar atentados terroristas, além da proibição da entrada de refugiados por até 120 dias, até que todos os processos de liberação dessas pessoas sejam revistos ou mudados.

Rodrigo Souza de Jesus


Disney muda validade e preços dos ingressos para seus parques nos Estados Unidos.

Se você é uma daquelas pessoas que achava que tudo na Disney era como um sonho e que todo ano você poderia contar o dinheiro certo para fazer “Aquela Viagem” para visitar o parque do Mickey Mouse, bem, então temos algumas notícias pouco animadoras para você.

A Disney anunciou essa semana uma mudança na grade de preços aumentando o valor dos ingressos, considerando os dias de maior e menor fluxo do parque. Desde o dia 12 desse mês, já foi possível notar a diferença com o aumento do valor dos tickets. Essas mudanças estão baseadas em um novo sistema que a administradora do parque já tinha implantado desde o ano passado com três tipos de valores, denominados: “value” para dias de fluxo menor, “regular” para um fluxo mediano e, por último, o “peak” para dias de fluxo intenso.

Alguns ingressos podem variar de valor entre US$ 107 (adultos) e US$ 101 (crianças entre três a dez anos). Outros ingressos, para parques como Hollywood Studios, em Orlando, podem variar sobre o valor de US$124. Os aumentos também foram incluídos nos valores da Disneyland de Califórnia.

Além da mudança nos valores dos ingressos dos parques, os admiradores e frequentadores da cultura Disney tem mais um motivo com que se preocupar: a validade de seus tickets. A partir do mesmo dia da mudança de preços, foi anunciado que os ingressos também passariam a ter validade para uso, algo que não existia até então.

Ainda segundo a administradora do parque, todas essas medidas visam gerar um equilíbrio sobre a frequência dos parques e mais facilidade para o gereciamento de todas as necessidades da cultura Disney.

Se você deseja saber mais sobre as mudanças, acesse o link oficial dos Parques Disney, clicando aqui.

The Walt Disney Company, ou Disney, foi fundada em 1923, na Califórnia. A partir de um sonho de Walt Disney, a companhia se tornou uma das pioneiras em animação. Ainda com eras de conflito sobre sua influência, se tornou e ainda é uma das principais influenciadoras de adultos e crianças, arrebanhando pessoas com seu espírito mágico e sonhador. Não só isso, mas a Disney mostra também seu poderio através de suas aquisições, tendo comprado a ABC e a Marvel Entertainment Inc.

Yamí de Araújo Couto


Saiba aqui quais são as novas regras para tirar visto norte-americano.

O novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou recentemente um decreto polêmico sobre imigração. As novas regras atingem também os brasileiros.

As principais mudanças estão na renovação e emissão dos nossos vistos para os Estados Unidos. As informações, que começam a vigorar nesta semana, já foram confirmadas pela embaixada norte- americana.

A partir de agora, somente os brasileiros que derem entrada na renovação de seus vistos em até 12 meses após o vencimento estarão isentos da entrevista. Antes, os solicitantes de renovação tinham prazo de até 48 meses.

A margem de idade também sofreu alterações. Antes das novas regras, menores de até 16 anos e pessoas com mais de 66 anos não eram convocadas para entrevistas. Com as mudanças, a margem diminuiu e apenas menores de 14 anos e maiores de 79 serão dispensados das entrevistas.

O decreto que altera normas imigratórias gerou uma enorme polêmica em todo o mundo. Assinado na semana passada, ele proíbe não apenas a entrada de qualquer cidadão muçulmano em solo americano como também a chegada de refugiados.

Mesmo antes do endurecimento dessa lei, os brasileiros já estavam encontrando mais dificuldade para viajar aos Estados Unidos. Segundo pesquisa realizada pela Travel State, o número de recusa de vistos triplicou no último ano. De 2014 para 2015, o percentual de vistos negados correspondia a pouco mais de 5%, já no período de 2015 a 2016 as respostas negativas superaram a margem de 16%.

Segundo especialistas, o aumento no número de recusas de vistos é consequência da crise econômica que estamos atravessando. Há muito mais desconfiança de que os brasileiros queiram entrar no país para trabalhar, afinal, a taxa de desemprego chegou a 12%, uma das mais altas já registradas até hoje.

A recomendação para aqueles que pretendem tirar seu visto é comparecer com documentação extra. Assim, caso seja solicitado, é mais fácil provar as condições financeiras e a intenção de voltar ao Brasil.

Outro ponto fundamental é que o preenchimento dos formulários deve ser feito com bastante atenção. Muitas pessoas acabam preenchendo algo errado e como os agentes possuem pouco tempo para análise, é comum que o visto seja negado.

Por Beatriz


Confira aqui algumas dicas dos melhores outlets para ir fazer compras em Miami.

Quais os melhores outlets de Miami? Descubra aqui!

Já está com as passagens compradas? Tudo certo para a viagem? E as compras?

Para não se perder durante os dias e acabar perdendo metade do passeio correndo atrás das melhores lojas e promoções, confira aqui as dicas para quem vai passear, mas na verdade, está é com as malas vazias em busca das oportunidades.

Para definir o roteiro de compras, o ideal é pensar primeiro em quanto tempo vai durar a viagem. Se o tempo é maior, vale a pena bater perna e correr atrás das promoções – mesmo que elas não estejam tão facilmente localizadas. Em Miami, muitos dos melhores outlets não ficam nos grandes centros comerciais. Alugar um carro é uma opção barata e que traz muita comodidade.

A cerca de 50 km do centro de Miami, em Fort Lauderdale, com fácil acesso e aberto o dia todo, está o Sawgrass Mills, um dos melhores e maiores outlets de toda a Flórida. Existem tantas opções que o cuidado aqui é para não perder o foco.

Dica importante: compre os itens de sua lista primeiro. Muitas vezes, diante de tanta coisa, as pessoas se perdem nas compras e quando chegam ao Brasil percebem que deixaram de trazer as que mais queriam.

No Sawgrass há mais de 300 lojas e as promoções são constantes. Nike, Victoria’s Secret, Polo, Ralph Loren, Calvin Klein são apenas algumas das opções. Separe pelo menos uma tarde para poder aproveitar todo o complexo de compras.

Outro outlet imperdível é o Dolphin Mall. Além das lojas mais badaladas, ele possui uma área de lazer e gastronomia que atrai quem não está a fim só das compras.

Não possui tantas promoções quanto o Sawgrass, mas é bem próximo de Downtown e tem mais de 200 lojas com as marcas mais cobiçadas pelos brasileiros.

Se a busca é por marcas mais refinadas – e caras – a opção é o Aventura Mall. Lá, entre as mais de 300 lojas, o visitante poderá encontrar Burberry, Ferrari e Diesel com preços bem melhores. Apesar de um pouco mais afastado, vale a visita.

O Florida Keys é o menor dos outlets – e talvez o mais charmoso. Com 46 lojas a céu aberto, é um refúgio para toda a agitação e movimento dos outros lugares de compra. Adidas, Levi’s, Aeropostale, Gap, Guess, Nike têm lojas no Florida Keys, com promoções incríveis. É o lugar ideal para quem tem uma lista de compras definida e, com o tempo que vai sobrar, pode-se fazer um passeio no final da tarde.

ANA CAROLINA HADDAD


Confira aqui algumas dicas de loja para comprar roupas em Miami.

Miami, é sem dúvidas o destino favorito para se fazer compras. A cidade atrai cada vez mais turistas brasileiros, em busca de ótimos preços e lojas de alta qualidade. Fazer compras em Miami é o sonho de muitas pessoas, muitos vão a passeio e acabam levando peças a um ótimo custo.

O produto campeão de venda é sem dúvida as roupas, o que não falta em Miami são lojas com preços maravilhosos e isso atrai muitos compradores. Mas onde encontrar esses estabelecimentos? Confira agora uma lista com os melhores lugares para fazer compras na cidade.

Cada pessoa tem seu estilo e em Miami existem diversas opções de lojas para agradar a todos. Há quem faça o estilo mais clássico, mais esportivo, mais social, mais despojado, não importa. Na cidade o que não falta são estabelecimentos para todos os gostos.

Para pessoas que não estão preocupadas com marcas, as lojas mais populares são: T.J. Maxx, Marshalls e Ross. Essas lojas são ponta de estoque e recebem roupas muito mais baratas. Mas, é importante ter calma, pois estas lojas costumam misturar as peças, então para fazer uma boa compra, precisa de paciência para procurar o que realmente se deseja.

Outro lugar muito popular, talvez o local mais famoso para fazer compras em Miami, é o: Swagrass Mill. Conhecido como o “shopping dos outlets”, lá ficam os melhores estabelecimentos. O shopping possui mais de 350 lojas, sendo que a maioria são outlets, ou seja, é o paraíso das compras. Lá se encontra peças de grandes marcas por preços muito acessíveis. Algumas das lojas que estão presentes no Swagrass Mill são: Armani outlet, Ralph Lauren, Reebok outlet, Hugo Boss factory store, Tommy Hilfiger, GAP outlet, Lacoste outlet, Nike, Calvin Klein, Forever 21, Victoria’s Secret e muitas outras.

O Dolphin Mall é o concorrente do Swagrass Mill. Ele fica próximo ao centro de Miami e do aeroporto da cidade. Também possui diversos outlets e muitas lojas de renome. Por ser menor, ele costuma ser mais vazio, por isso muitos turistas preferem fazer suas compras por lá, devido a maior comodidade. Alguns dos estabelecimentos presentes no Dolphin Mall são: GAP, Fossil, Puma, Nike, Levi’s, Ralph Lauren, Quilkersilver, Nina West, entre outras.

Para quem não quer ficar preso dentro de um shopping, tem a opção da rua Lincoln Road, é um shopping a céu aberto, apesar de não ter os melhores preços. O lugar é cheio de boas lojas, restaurantes e cafés. Além de poder fazer compras, é um ótimo passeio. É possível encontrar na Lincoln Road estabelecimentos como: Apple Store, Forever 21, H&M, Zara, GAP, entre muitas outras.

O que não falta em Miami são opções de lojas. Fazer compras na cidade virou um ponto turístico. Para quem deseja roupas de qualidade e por preços inacreditáveis, visite Miami e boas compras.

Camilla dos Santos Batista


Quer viajar no final do ano e ainda não fez os planos? Não tem muito tempo disponível e quer ficar uma semana fazendo qualquer coisa com exceção de trabalhar e estudar? Talvez Miami, nos EUA, seja uma ótima opção!

Se você tem passaporte dentro da validade e visto para os EUA igualmente válido, viajar para Miami custa mais barato do que para o Nordeste do Brasil, por exemplo. Fora que as praias de Miami (incluindo a famosa Miami Beach) são tão bonitas quanto e muito mais seguras, com presença constante de polícia e de salva-vidas.

Os parques de Miami também não deixam a desejar, muito pelo contrário! Amantes da natureza terão a certeza de que cada centavo gasto nesta viagem foi bem empregado.

Acredite: fazer uma caminhada no Bayfront Park ou levar a família para um passeio no Tropical Park vai te fazer esquecer a correria das cidades brasileiras e o stress do trabalho.

Tem também a parte mais chamativa de uma viagem a Miami: as compras! Se seus filhos desejam um Playstation 4, diga para eles que vai buscar na origem. Sai muito mais barato do que comprar no Brasil. Se em nosso pais o console não sai por menos de R$ 3.500,00, por lá o preço é de US$ 399,99, ou seja, R$ 800,00 pela cotação média do dólar neste final de ano. Como você pode trazer até US$ 500,00 de objetos comprados sem cobrança de impostos, ainda daria para comprar aquele perfume da D&G!

Muitas lojas de Miami têm brasileiros trabalhando e mesmo as que não têm já estão acostumadas a atender nosso povo de maneira cordial e atenciosa.

Portanto, considere não somente as questões de custo e beneficio desta viajem, mas a incrível diversão que Miami irá te proporcionar. Quem nunca sonhou em conhecer a terra do Tio Sam? É a chance de conhecer um país que desde seus primórdios primou pelo sucesso e pelo bom gosto!

Por Donizeti Nunes


A Embaixada e os Consulado dos Estados Unidos da América no Brasil concederam cerca de 115 mil vistos para brasileiros durante o mês de março desse ano. Isso significa um aumento em 62% sobre a emissão de vistos, se comparado com o mês de março do ano passado.

Segundo a nota divulgada pela imprensa nesta quinta-feira, foram emitidos em média 5.489 vistos por dia. Sendo que a maioria foi processada na cidade de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Recife.

No acumulado até março, foram concedidos 296.637 vistos em todo o país, representando um grande aumento (cerca de 56% em relação ao primeiro trimestre do ano passado).

Foram registrados em torno de 136.078 vistos na cidade de São Paulo, 41.459 em Brasília, 25.259 no Recife e 93.841 no Rio de Janeiro (onde foi obtido o maior crescimento registrado, cerca de 106% sobre o mesmo período do ano de 2011).

Aqui no Brasil, o tempo de espera para a obtenção de um visto para os Estados Unidos costuma ser variável para cada cidade. O tempo de espera em Brasília e no Rio de Janeiro é de até 7 dias. Em Recife, a espera é de até 15 dias. Já os moradores de São Paulo que pretendem obter seu visto, precisam aguardar aproximadamente 35 dias.

Por Junior Beluzzo


Cassinos e Casamentos são apenas algumas das atrações que a cidade onde o pecado se encontra a cada esquina esconde em suas ruas iluminadas por neon e belíssimos prédios. Mesmo porque, nesta cidade onde tudo é possível a sensação de que os sonhos se tornam realidade acaba por trazer à tona desejos escondidos em nossos corações. Para aproveitar o melhor de Las Vegas, aqui estão algumas sugestões convidativas:

– Estando em Las Vegas vá ao Bellagio e aprecie, do anoitecer até a 1h00 da madrugada a dança das águas de suas fontes acompanhadas por shows que acontecem de hora em hora;

– Um passeio incrível é o sobrevoo da cidade de helicópteros, há muitas agências na cidade que providenciam voos seguros e com as melhores vistas dos principais pontos da cidade;

– Para se refrescar, e muito, recomenda-se o bar Minus5 Ice Bar, onde a temperatura normal é de cinco graus abaixo de zero. O local é totalmente feito de gelo, desde os copos até o banco. Mas não se preocupe. Para não pegar um resfriado todos os consumidores recebem casacos adaptados ao frio;

– Se você for do tipo romântico, parada obrigatória é o Hotel Paris, onde uma Torre Eiffel chama a atenção com sua iluminação noturna e seu tamanho imponente. A vista do alto é fabulosa;

– E se você se sentir um pouco ressecado, afinal está no meio do deserto, visite um dos aquários de Las Vegas, sendo o destaque entre todos os aquários o Shark Reef em que há um túnel no qual o visitante se sente cercado por tubarões de todas as espécies possíveis;

– Então, depois de jogatinas você quer experimentar algo mais alucinante? Não perca tempo em desfrutar da Manhattan Express, uma montanha russa que tem seu trajeto entre prédios da cidade. Além da diversão a visão de tudo é no mínimo de tirar o fôlego;

– E como Las Vegas é a cidade do impossível, você poderá aproveitar os shows de mágica da trupe circense mais famosa do mundo: Cirque Du Soleil. O grupo realiza shows diários.

Portanto, não pense que Las Vegas é a capital dos jogos e do casamento, ela também é a Capital do Imaginável e as dicas irão levá-lo a uma nova cidade, com muito mais oportunidades de aventura.

Por Layla Rodrigues


O Walt Disney World em Orlando, Flórida (EUA) é um complexo de parques onde há o famoso Epcotcenter, um protótipo da comunidade do futuro e o segundo maior parque do complexo. Ele não possui os brinquedos emocionantes dos outros parques, mas possui muito mais para se divertir e aprender.

O complexo é dividido em duas partes os chamados Future World e World Showcase. O primeiro fica logo na entrada do parque e possui nove pavilhões e o segundo possui onze pavilhões e fica na parte de trás do parque. Em ambos os brinquedos ensinam sobre tecnologia e cultura.

Certamente é um lugar onde pode-se passar vários dias visitando e andando em cada brinquedo de cada parque e assistindo a cada show. Há diversas agências de viagens que fazem pacotes para lá. As temperaturas de Orlando são como as do sudeste brasileiro, variam de 9ºC (mínima no inverno) a 32ºC (máxima no verão).

Uma boa dica de transporte lá são os traslados que pode ser contratados aqui no Brasil. Os hotéis tem preços de no mínimo 40 dólares. Pesquisa e reservas podem ser feitas pela página: goo.gl/TdcLS

Por Karin Földes


Para quem gosta de diversão, jogos, shows e alegria o destino mais indicado é a cidade de Las Vegas nos Estados Unidos. A avenida mais famosa da cidade, a The Strip abriga em seus 6 km de extensão, dezenas de cassinos com as melhores atrações já vistas no mundo do entretenimento. Restaurantes, lojas e teatros também fazem parte do cenário de luzes e cores tão tradicional de Las Vegas.

As empresas de turismo possuem pacotes exclusivos para esse destino mágico e inesquecível, em média para 10 dias e 7 noites pode custar R$3.344,80. Mas os preços podem variar de acordo com o tempo de estadia e os locais a serem visitados.

Acesse o site da empresa CVC www.cvc.com.br e adquira maiores informações e faça um roteiro incluindo os melhores cassinos e restaurantes da cidade de Las Vegas.

Por Milena Evelyn


Atire a primeira pedra quem nunca sonhou em ir ao mundo mágico da Walt Disney World, em Orlando nos Estado Unidos, é o sonho de toda criança conhecer o Mickey Mouse, e para quem planeja ir até lá nesta época de Natal, pode arrumar as malas felizes com o que vão encontrar.

A dica é conhecer o Epcot Center, onde são apresentadas as tradições natalinas de diversos lugares do mundo; um exemplo é a bruxinha La Befana da Itália, que de tão boazinha que é, deixa presentes nos sapatos das crianças.

Já para os passeios tradicionais, o que não pode ficar de fora é a parada do Animal Kingdom, onde Mickey e sua turma transitam traquilamente entre o público. Não se esqueça de visitar a casa do Pateta que está de decoração nova, ele vaia adorar!

E por fim, conheça o Papai Noel em sua casa no Downtown Disney, além das lojinhas e lembranças que tem no local.

A Taks Tour e a Sem Fronteiras oferecem pacotes promocionais.

Juliana Alves


Visitar São Francisco com suas ladeiras é um sonho para muitas pessoas. Então, para ajudar no planejamento da viagem, abaixo estão dicas de hospedagem.

Fairmont Heritage Place Ghirardelli Square:
Localizado na Praça Ghirardelli. O hotel tem vista para a Baía de São Francisco e oferece mordomo 24 horas e ainda um serviço de porteiro. Também é oferecido um café da manhã e uma sala de bilhar. Os hóspedes também podem aproveitar os terraços com fogueiras. Os quartos são equipados com máquina de lavar roupa e secadora.
Endereço: 900 North Point Square, CA 94109 São Francisco.

Huntington Hotel and Nob Hill Spa:
Hotel de 4 estrelas localizado no centro de São Francisco. O hotel oferece um SPA com piscina coberta, dez salas com diversos tratamentos. Quartos espaçosos e charmosos. O restaurante Big 4 oferece cozinha americana.
Endereço: 1075 California Street, 94108 São Francisco.

Por Fernanda T. Sodré


Se o seu interesse é conhecer uma Califórnia de forma completa e obter o preço mais interessante (econômico) o programa da operadora Claudia Lopez é perfeito.

Para quatorze noites de viagem incluindo aéreo, aluguel do carro ( com km livre, seguro e taxas) e três noites de hotel em L.A., duas em Santa Monica, uma em Carmel, uma em Monterey, quatro em São Francisco, três em San Diego. O valor deste pacote custa em média 2.510 dólares e mais 99 dólares de taxas aeroportuárias.  

Para ver TUDO da Califórnia e ainda conhecer o Grand Canyon e Las Vegas a sugestão é o roteiro oferecido pela Flot (www.flot.com.br) inclui passagem aérea, nove noites de hospedagem com café, seguro e visita ainda a Fresn, São Francisco, Montrey, Carmel e Santa Maria. Os preços partem de 2.793 dólares. 

Por Victor Gonçalves


Final do ano já está aí e a época das viagens se aproxima. Mas antes de sair arrumando as malas, saiba que é necessário muita organização para não acabar passando "perrengue" ou mesmo perder a viagem.

A maioria dos turistas na época de férias embarca mesmo é para os Estados Unidos. Muitas destas pessoas já possuem o visto há alguns anos e não reparam na data limite de expiração.

Se este é o seu caso você tem de atentar-se ao passaporte. Para entrar no país é necessário validade mínima de seis meses e visto de entrada.

Mais informações para validação, conferências ou dúvidas acesse o site www.visto-eua.com.br

Por Victor Gonçalves


New York é sempre uma excelente opção de férias, em qualquer estação.  Um roteiro bem elaborado garante diversão, cultura e compras. Um Citytour, para iniciar, situar-se e sentir a cidade. Passear pela Fifth Avenue, conhecer St. Patrick Cathedral, o cosmopolita Rockefeller Center, as famosas vitrines da Saks e o Midtown, que abriga boutiques  luxuosas e as melhores fachadas,  o Financial district (Wall Street), apreciar de perto o Ground Zero (antigo World Trade Center).

Na noite um passeio pela Broadway e seu Theater District, para desfrutar dos empolgantes ambiente noturno com luzes, shows e as famosas peças teatrais.

No City Hall, conhecer o edifício Woolworth, a Ponte do Brooklin, passear de carruagem no Central Park. Uma passada nas famosas Times Square e Theatre District, compras na Victoria’S Secrets, conhecer o Carnegie Hall (uma das maiores salas de concerto do mundo).

Atravessar a ilha de barco, até a incrível Estátua da Liberdade e um passeios pelas maravilhas do Upper West Side.

Por Silvane Romero


Miami é uma cidade quente, onde são encontrados muitos latinos. É o terceiro destino turístico mais procurado dos Estados Unidos. Existem muitas praias lindas, com aproximadamente 19 km de litoral. As línguas mais faladas são o inglês e o espanhol.

Miami Beach é um lugar ótimo para compras, praias, restaurantes e muita diversão. A região possui vários prédios baixinhos e coloridos, todos em estilo art decô. As iluminações das fachadas são quase todas em neon. As boates de Miami Beach são consideradas as mais bonitas e concorridas dos Estados Unidos.

Passear pela Ocean Drive é certeza de diversão e gente bonita. Existem restaurantes na orla que são deliciosos. A Collins Avenue é cheia de lojas famosas, como a Victoria´s Secret, a Giorgio Armani, Kenneth Cole e a joalheria Tiffany.

Uma opção de hospedagem em Miami Beach é o Cardozo Hotel de propriedade da cantora Gloria Estefan.

Fernanda T. Sodré


Conseguir um local para ficar em New York é fácil, o que é difícil é encontrar um lugar bom, barato e bem localizado. Ainda mais se a viagem for feita na alta temporada. Algumas operadoras consideram como alta temporada os meses maio, junho, setembro, outubro e novembro, ou seja, alguns meses na primavera e outros no outono.

A região da Times Square e Midtown compreende um grande número de hotéis. Como exemplo tem o Crowne Plaza Times Square, cuja diária vai de US$ 391.02 até US$ 1,514 e fica localizado no 1605 da Broadway, telefone 1-212-977-4000. O hotel é muito bem localizado assim como o Doubletree Guest Suites Times Square, cuja diária começa em US$ 271.15. O Doubletree fica localizado no número 1568 na Broadway e o telefone é 1-800-222-TREE.

Procurando por um hotel bem localizado mas com uma tarifa melhor, existe o Ipanema Chalet, na 13 West 46th Street. O preço do apartamento standard é US$ 140 por noite e o preço do apartamento suíte é US$ 170 por noite.

Fernanda T. Sodré


Miami é um tesouro para quem quer ir as compras. Para os turistas de primeira viagem é bom saber que Miami tem um bairro só para jóias, o Jewelry District entre as ruas 1 e Flager e as avenidas 2 e Miami.

A área concentra o melhor dos adornos de luxo em locais como o Seybolf Building (1S STREET, 36), com três andares repletos de criações de Franck Muller, Patek Phillpe, Rolez, Cartier e Audemars Piguet.

Aos amantes de relógios, a Miami Time Watches (1st street, 40) é especializada nos relógios cravejados de diamantes a preços acessíveis (por incrível que possa parecer). A loja só rece clientes com horário marcado, portanto ligue antes.

Por Teresa Almeida


Orlando é uma ótima opção para as férias. Para quem pensa que só vai encontrar brinquedos e crianças está muitíssimo enganado.

Em Orlando, querendo e procurando, você encontra o balé profissional próprio da cidade, assim como uma ópera e uma orquestra filarmônica. O shopping Mall at Millenia é luxuosíssimo onde gente rica e famosa passeia feliz sem medo de usar o talão de cheques.

Nos altos falantes o jazz corre solto, enquanto perfumes sofisticados e delicados são borrifados pelo ar.  As lojas são chanel, Gucci, Jimmi Choo, Tiffany & Co e Montblanc. Um verdadeiro reduto de beleza, glamour e dinheiro regado a marcas conhecidas, celebridadees, socialites e muito chardonnay. 

Por Teresa Almeida


A cidade recebe por ano cerca de 16 milhões de visitantes e não é para menos. A cidade é cheia de particularidades que encantam todos os que a conhece e que deixa saudades para aqueles que precisam ir embora.

A cidade é cheia de atração para todas as idades o ano inteiro e abre um leque de possibilidades para passar muito bem os dias de viagem. Além disso, dependendo da época do ano, é possível aproveitar: as temporadas de balé, muito famosas por encantar todos que assistem, as temporadas de jazz, ritmo que está por todo lugar e até Carnaval, que ocorro entre maio e junho e é bem diferente do nosso.

A vida noturna é muito badalada, têm diversas opções de lazer, vários bares e restaurantes, além de casas noturnas super badaladas. Mais tudo isso, por um preço um pouco salgado, a vida e os custos de lazer e hospedagem na região são caros e é preciso estar disposto há gastar um pouco para aproveitar tudo que a cidade tem a oferecer.

san-francisco

Por Susan Mélany


Aqueles que estão sempre por dentro do mundo dos vinhos sabem que, Sonoma, no estado da California é um dos maiores e mais visitados produtores da região de vinhos especiais e muito apreciados no mundo inteiro.

Alguns dos vinhos mais conhecidos como: cabernet sauvignon,  rhone, sauvignon blanc e  chardonnay, são produzidos lá. Além disso, a região é muito conhecida pela produção de outra bebida, os espumantes, que atraem muitos visitantes querendo conhecer de perto como são feitos.

A vida noturna não é muito agitada, porém a cidade tem diversas opções de bares e restaurantes, além de boa estrutura de hospedagem e boa hospitalidade. Há opções de passeios de balão e de bicicleta pelas trilhas no meio da floresta. Vale a pena conhecer.

FIT-SFO-10

Por Susan Mélany


Cidade bastante conhecida nos roteiros ligados produção de vinhos no mundo inteiro, Mendocino, cidade do estado da Califórnia, reserva muitas belezas naturais e uma produção da bebida mais famosa da região e do país, que vão deixar você de queixo caído.

Uma das primeiras coisas que o turista encontra ao visitar a cidade, são as incríveis árvores Redwoods, as árvores altas e com tronco bastante grosso, deixam a paisagem das florestas muito bonitas e faz um ótimo cenário para fotos muito bonitas.

Mais o lugar é conhecido mesmo pela produção de vinhos, que são produzidos de forma orgânica, sem o uso de produtos que agridem a uva, fazendo com que o vinho fique com um sabor especial. Em várias partes dos Estados Unidos, é possível apreciar a bebida feita em Mendocino.

A estrutura dos hotéis é boa e a de restaurantes e bares também. Vale a pena uma visita.

3579710324_1aac5d7767

Por Susan Mélany


A cidade é muito conhecida por seus cassinos e pela badalação que envolve todos os cantos da cidade. E quem vai conhecer Las Vegas, pode esperar exatamente isso. Por todos os lados a noite é possível ver tantas luzes, que dá até para arder os olhos, isso porque tudo é muito chamativo, os cassinos usam a fachada dos prédios, para chamar a atenção dos visitantes e atraí-los a gastar dinheiro, muito dinheiro.

Aliás, dinheiro não pode faltar nessa viagem, que reserva muitas surpresas e muitos gastos. As hospedagens são ótimas e atendem o gosto até dos hospedes mais exigentes. Além disso, se der uma vontade de se casar, ali mesmo, por todos os lados, é possível arrumar uma cerimônia e viver feliz para sempre com seu amor. Cheia de encantos, Las Vegas, é o lugar ideal para suas próximas férias.

las-vegas-paris-eiffel-tower-5041

Por : Susan Mélany


Entre as diversas opções de parque a cidade de Orlando, na Flórida, oferece, a Disney World é com certeza um dos roteiros mais procurados. O parque, construído por Walt Disney, não pára de crescer.

O primeiro espaço construído na Disney foi o Magic Kingdom, que continua fazendo o mesmo sucesso até o hoje. Ele tem atrações para preencher vários dias de passeio, como a Mansão Assombrada, o Salão dos Presidentes e o Piratas do Caribe.

Durante todos os dias, uma vez pela manhã e outra à tarde, as personagens da Disney fazem passeios pelo parque, aproveite essa hora para tirar uma foto com sua personagem favorito.

Por Rosana Radke

Disney-World


A terceira maior cidade dos Estados Unidos é também um dos destinos turísticos mais procurados do país. Às margens do Lago Michigan, a cidade costuma ser muito gelada no inverno e quente no verão.

Para os apreciadores de cultura e história, a cidade tem muito a oferecer, pois é muito bem servida de museus. Entre os mais famosos se destacam o Centro Cultural de Chicago, Museu de Ciência e Indústria, Museu de arte contemporânea.

Entre os lugares imperdíveis em Chicago está a Union Station, uma antiga estação de trem, o Sears Tower, com seus 110 andares e o Grant Park, a maior área verde da cidade.

Por Rosana Radke


Localizado nos Estados Unidos, mais precisamente no estado do Colorado, Aspen é sinônimo de status para os americanos, e destino muito procurado por turistas do mundo inteiro. Em qualquer estação do ano, reserva belas paisagens para os visitantes, porém é no inverno que tem a maior quantidade de turistas e que fica mais bonita ainda.

A vida noturna é bastante diversificada, de acordo com o que você procura, pode encontrar diversos lugares para ir e aproveitar bastante. Há opções para quem quer mais badalação, em diversas casas noturnas, e opções para quem procura sossego, podendo aproveitar os bares e restaurantes.

O clima normalmente é frio, pois o relevo é bem montanhoso, no verão, normalmente pode chegar a 32 graus, porém em poucas partes do dia, no restante, varia entre 10 e 16 graus. Vale a pena uma visita.

Por Susan Mélany


Você já sabe que Nova York é a cidade que não para, mas será que sabe para onde ir e conseguir aproveitar o melhor que ela oferece?

Em sua ida a Nova York visite o Clover Club, um bar muito charmoso e que além de tudo fará bem para seu bolso. Com banquetas estofadas de couro e teto revestido de latão, o bar oferece ótimos drinks, que saem entre $10 e $11 dólares.

Já que estará lá por aqueles lado do Brooklin, visite a Bell House. Muito badalado, o local recebe diversos grupos musicais de vários estilos e a casa tem capacidade para receber até 400 pessoas.

Aproveite as coisas boas que essa cidade oferece e faça da sua viagem algo a mais que aquele clichê de pontos turísticos.

Por Larissa Nalin


A maior cidade do estado americano de Washington , Seattle atrai turistas de todos os cantos do mundo. A região metropolitana abriga vários museus. Entre eles estão o Museu de Arte de Seattle, no centro da cidade, e o Museu Asiático, em um dos maiores parques naturais da cidade.

Por sua beleza, a cidade já serviu de cenário de várias séries como Grey’s Anatomy. E até de filmes, como o famoso 10 coisas que eu odeio em você. No verão, Seattle tem dias de sol que podem ser desfrutados na região litorânea, no inverno faz muito frio.

Outras atrações são a Torre Smith, um dos principais mirantes da cidade e o Olympic Sculpture Park, uma área verde que ocupa grande parte do centro da cidade, e se estende até a região onde fica o porto.

Por Rosana Radke


A capital americana não vive só de política. Na verdade, Washington é alegre e tem várias boas opções de turismo para quem visita a cidade. Com cerca de 570 mil habitantes, a cidade guarda importantes marcas da História Americana.

Quem aprecia história vai se encantar no maior complexo mundial de museus, o Instituto Smithsonian. Um passeio no antigo bairro de Georgetown também uma boa pedida, no bairro velhos galpões e casinhas centenárias embelezam o lugar.

Há ainda o bairro de Chinatown, que abriga o International Spy Museum, e é também ótimo lugar para compras e para saborear a diversidade da culinária. Desfrute desta cidade onde as tradições e o moderno caminham juntos.

Washington-DC

Por Rosana Radke


Para quem adora um friozinho e já está cansado de passar o verão no Brasil, uma dica é arrumar as malas e partir rumo ao Alasca. Isso mesmo, o Estado Americano é ótimo lugar para fazer turismo.

O clima do Alasca é polar, os verões são curtos e de clima ameno; já os invernos são longos e muito frios, bom para tomar um vinho e curtir o friozinho do maior estado americano.

E quem pensa que a paisagem é sempre a mesma se engana. Há diversidade geográfica por todo estado. No sul, e em parte do norte, predominam cadeias de montanhas com picos altos. No resto do país o solo é relativamente plano, com lugares inesquecíveis para se visitar.

alasca

Por Rosana Radke


Uma das cidades mais famosas do mundo, Miami conquista a todos com o charme e a elegância das ruas e as deslumbrantes praias. Entre as atrações da cidade, estão as famosas praias South Beach, Sunny Isles Beach e Miami Beach, parada obrigatória dos turistas.

Localiza no estado americano da Flórida, Miami concentra várias atrações, resortes de luxuosos, bons restaurantes e uma agitada vida noturna. O aquário Miami Seaquarium é um dos maiores atrativos de Miami. Nele, o turista pode nadar com golfinhos, ver baleias assassinas, peixes-boi e tartarugas marinhas.

E para quem gosta de história, a melhor opção é visitar os museus como o Bass Museum of Art, Historical Museum of South Florida, Miami Art Museum e tantos outros que abrigam cultura e arte da cidade mais visitada da Flórida.

Por Rosana Radke


Ao sul da Califórnia (EUA), na cidade de San Diego, o parque temático Sea World faz a alegria do público com diversos animais marinhos. Focas, baleias, e até golfinhos são atrações do parque.

Para os que não se contentam somente em olhar, a dica é passear pelo Wild Artic, que fica dentro do parque, e acariciar algumas baleias. Ou dá para almoçar perto de baleia Shamu, onde as mesas do restaurante ficam em volta a um tanque, e, de tempo em tempo, Shamu resolve fazer estripulias para chamar atenção dos visitantes.

Uma das principais atrações é o encontro com os golfinhos. Na apresentação, o visitante pode ficar pertinho do animal, mas sem entrar na água. E, orientados por treinadores, o público pode até tocar os golfinhos.

Por Rosana Radke


Los Angeles é com certeza uma das mais charmosas cidades da America. Abriga praias baladas, lojas chique, museus, cinemas parques naturais, e a capital acidental da indústria cinematográfica.

A cidade dos famosos serve também de cenário para vários filmes. Nos bairros Beverly Hills, Century City, Westwood, Brentwood e Bel Air há a maior concentração de artista por metro quadrado dos Estados Unidos.

A região das praias é tão charmosa quanto os bairros nobres. A praia de Santa Mônica, por exemplo, é um ótimo local para relaxar, as palmeiras e o litoral rochoso dão um ar aconchegante à praia.

LA_skyline

Por Rosana Radke


A cidade americana de San Diego tem atrações de sobra durante o ano todo. Um dos destaques da cidade são as belas praias e os mais de 90 museus, espalhados pela cidade. San Diego fica no sul da Califórnia, na fronteira com o México, e é a segunda maior cidade do estado.

A cidade californiana tem mais de 100 km de praias. Agitadas, sossegadas, tem praia para todos os gostos. O clima também é convidativo, dificilmente faz temperaturas abaixo de 5oC e há poucas chuvas, o que atrai turistas em todas as épocas do ano.

Os maiores parques da cidade são o Sea World, Legolândia (um parque com brinquedos construídos de lego). E ainda há o Balboa Park, que abriga teatros, centros de arte, jardins, museus e zoológico.

Por Rosana Radke


Com o Dia das Bruxas chegando, muita gente já está se preparando para a festa, pensando na fantasia e nas guloseimas e travessuras. Em Salem, cidade localizada em Massachusetts, não é nada diferente.

Conhecida no mundo todo por conta da caça as bruxas que aconteceu em 1692, é uma cidade cheia de mistérios e histórias de arrepiar. Com isso, é um dos lugares que mais comemora a festa, e comemora com muito estilo!

Todos os dias, muitas atrações acontecem por lá. São diversos passeios, bailes, desfiles, o Museu de Cera, a casa mal-assombrada, e muito mais.

Se você gosta de sentir uns arrepios e participar de uma festa tão bem organizada, não perca essa chance!

Salem_Witch_Museum_on_Halloween

Por Larissa Nalin





CONTINUE NAVEGANDO: