Voa Brasil permite a compra de passagens aéreas a R$ 200

Governo Federal pretende lançar programa “Voa, Brasil”, com passagens custando cerca de R$200; saiba mais.

Na segunda-feira, dia 13 de março, Márcio França (PSD), ministro de Portos e Aeroportos, apresentou alguns detalhes sobre o programa “Voa, Brasil”, que objetiva democratizar o acesso a passagens aéreas no país.

Para isso, o governo tem a intenção de reduzir o preço das passagens e estimou o valor em cerca de R$ 200,00 cada. Segundo as informações apresentadas por França, apenas cidadãos que tenham renda até R$ 6.800 terão direito a adquirir passagens mais baratas.

A proposta do governo consiste em criar, junto às companhias aéreas, segmentos específicos dentro dos programas de fidelidade por elas oferecidos que contemplem aposentados, estudantes do Fies, servidores e pensionistas. Esses terão direito a comprar, durante o ano, duas passagens aéreas por R$ 200,00 cada uma, e poderão parcelar essa compra em até 12 vezes utilizando um financiamento da Caixa, banco que faria o pagamento diretamente para as companhias aéreas.

Nas palavras do ministro França, o programa será um “consignado” e os bancos públicos, como a Caixa e o Banco do Brasil, serão os responsáveis por financiar a compra das passagens. O governo federal, porém, não oferecerá nenhum subsídio ao programa. A expectativa, segundo França, é de que cerca de 12 milhões de passagens vinculadas ao programa “Voa, Brasil” sejam emitidas anualmente.

Além de contemplar aposentados, estudantes do Fies, servidores e pensionistas, brasileiros que possuam renda de até R$ 6.800 estarão aptos a participar do programa, no entanto, não terão a opção de parcelar o valor das passagens. Além disso, as passagens oferecidas dentro do “Voa, Brasil” ficarão disponíveis apenas em períodos específicos do ano, entre os meses de fevereiro a junho e, no segundo semestre, de agosto a novembro. Ou seja, períodos de férias não serão abarcados pelo programa. A expectativa do governo federal é de iniciar o programa “Voa, Brasil” no segundo semestre deste ano.

A ideia de criar o programa, conforme França, resultou do fato de, em certos períodos do ano, as aeronaves voarem com cerca de 20% a menos de passageiros. Nesse sentido, o governo entende que o programa “Voa, Brasil”, uma vez que reduzirá a ociosidade das aeronaves, provocará, também, redução no custo das passagens aéreas. Vale lembrar que, nos últimos doze meses, o preço das passagens aumentou em 35%. Outro elemento que encarece as passagens é o custo do combustível de aviação, que o governo federal, segundo França, também está lutando para diminuir.

Posts Recentes

Os melhores destinos na Grécia que você nunca ouviu falar

Explore destinos escondidos na Grécia que oferecem uma experiência autêntica e longe das rotas turísticas tradicionais. A Grécia, com sua… Leia Mais

Viagem ao coração do Império Inca: roteiro de 8 dias pelo Peru

Explore o Peru com um roteiro de 8 dias, passando por Lima, Cusco, Vale Sagrado e Machu Picchu, descobrindo a… Leia Mais

A magia de Buenos Aires: um roteiro de 4 dias pela cidade do tango

Aproveite ao máximo sua viagem a Buenos Aires com um roteiro de 4 dias, explorando os bairros históricos e curtindo… Leia Mais

Dubai em 3 dias: roteiro perfeito para jovens viajantes

Conheça Dubai em um roteiro de 3 dias: descubra os melhores pontos turísticos e aproveite as atrações de uma cidade… Leia Mais

Turismo em Recife ganha novo impulso com o Novotel Recife Marina

O Complexo Porto Novo Recife, com o Novotel Recife Marina, é o mais novo destino turístico de Pernambuco. A capital… Leia Mais

Turismo rural no Alentejo: Experiências autênticas e inesquecíveis em Portugal

O Alentejo, com suas paisagens deslumbrantes e vinhedos renomados, está se destacando como um dos destinos turísticos mais procurados de… Leia Mais

Para fornecer as melhores experiências, usamos tecnologias como cookies para armazenar e/ou acessar informações do dispositivo. Não consentir ou retirar o consentimento pode afetar negativamente certos recursos e funções.

Política de Cookies